Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

segunda-feira, 21 de maio de 2018

JOSÉ DIRCEU, A CABEÇA DA SERPENTE


A cabeça da serpente. 
Inteligente, frio, calculista, meticuloso, disciplinado, culto, treinado, discreto, articulado, organizado, vaidoso, ambicioso. O mais importante, lúcido e preparado líder do PT vai preso definitivamente. 30 anos. Ele, mais do que qualquer outro, é o mentor intelectual e executor do plano detalhadamente planejado de aparelhar o Estado brasileiro e usurpá-lo para construir uma fina e capilarizada estrutura de poder para implantar uma doutrina radical de esquerda na América Latina a partir do Brasil. Foi pego e derrubado no último degrau da escada que construiu milímetro a milímetro. Nunca omitiu seus ideais ideológicos. É um guerreiro que não transige nas suas ideias e não tem limites para alcançar seus objetivos. Não teve escrúpulos para tentar implantar a revolução na qual acredita, pelo meio mais torpe e vil que lhe sobrou: o aparelhamento do Estado para roubar. Muitos dos seus seguidores, e outros ingênuos e bobos alegres, seguiram-lhe os passos para encher as burras. Dirceu não roubou só para si. Roubou para corromper outros. É o eixo de todo o mal que está aí e que movimenta muitas engrenagens marginais que ainda vão aparecer. Coisas muito sérias ainda precisam vir e virão à tona. Armas...Drogas...
Sua prisão definitiva é muito mais significativa e importante que a prisão de Lula. José Dirceu é o “capo”. Ele é o verdadeiro líder. O comandante em chefe. Sua saída de cena desestrutura a pior esquerda que existe: aquela que não mede esforços, nem consequências para tentar dominar. Não há - e nunca houve - outra inteligência sequer comparável à de Dirceu na esquerda brasileira. Zé Dirceu representa o que há de mais sofisticado na esquerda e o que há de pior para o país. Por mais duro que - humanamente isso possa parecer - foi mandado para o lugar certo. Não por ser comunista radical. Eu tenho respeito pela sua clareza ideológica! Mas por ser um ladrão perigoso, atrevido e reincidente. E isso eu não posso respeitar! E, por mais doloroso que seja admitir, o Roberto Jeferson tinha razão...

Gilberto Pereira de Araújo
Cel PM RR
“Pereirinha”

domingo, 20 de maio de 2018

BÉLGICA, O PRIMEIRO ESTADO ISLÂMICO DA EUROPA



Compartilho:

"A invasão islâmica na Europa é uma realidade. 
A cultura ocidental como a conhecemos e fomos criados está em vias de ser extinta em breve".

VÍDEO - OPERAÇÃO NA PRAÇA SECA



"O Antagonista
VÍDEO: Operação da PM e das Forças Armadas na Praça Seca
Brasil 19.05.18 19:58
Circula pelas redes um vídeo que mostra a operação da polícia e das Forças Armadas na Praça Seca, Rio de Janeiro.
Clique abaixo para assistir:"

sábado, 19 de maio de 2018

BRASIL, ONDE SE ESCONDERAM ?


Não sou de esquerda.
Não sou petista.
Quero Lula condenado e preso pelo maior tempo possível.
Como quero igual destino para Sérgio Cabral e todos os políticos criminosos que estão destruindo o país, sejam do PT, do PSDB, do MDB, do DEM e de qualquer outro partido.
Apesar disso não posso me fazer de cego sobre o que está acontecendo no Brasil após a derrocada da esquerda, uma esquerda que  ratifico estava nos destruindo, isso é fato.
Por esse motivo compartilho para reflexão uma poesia que está circulando nas redes sociais.

"Agora observo as ruas vazias
Não há músicas, danças, alegorias
Coreografias
De repente, tão de repente, um silêncio devoluto
Já não os vejo, nem os escuto

Onde estão as detenções, as conduções, as coerções, as manifestações?
Subitamente, restaram apenas convicções
E orações
Presunções, suposições, delações, powerpoint e jejum absoluto
Eu não os vejo, nem os escuto

Por que se escondem? Por que se calam?
Íntegros, moralistas e legalistas nesta hora apenas param
E já não falam
Todos sumiram, não há ninguém, nenhuma sombra, tampouco um vulto
Não, eu não os vejo, nem os escuto

Andavam informados, indignados, revoltados, inconformados
Estão quietos, mudos, fechados, calados
Amuados
Não ouço fogos, não ouço gritos, está tudo muito confuso
Já não os vejo, nem os escuto

Desfilavam de verde, de amarelo, hasteavam a bandeira nacional
Símbolo do amor à pátria, de um nacionalismo sem igual
Incondicional
Hoje vendem a terra, a água e o óleo, entregam tudo
Eu não os vejo, nem os escuto

Se diziam apartidários, imparciais, desapaixonados
Novos heróis, festa no prostíbulo, na parede seus retratos
Caricatos
Mudam a lei, cortam direitos, transformam o que é justo em injusto
Já não os vejo, nem os escuto

Havia panelas, bandeiras, cartazes contra corrupção
Bradavam pela moral, pela ética, clamavam por saúde e educação
Mera ilusão
Já não há vigília, zelo e desvelo, o país está em luto
Ó, meu Deus, eu não os vejo, nem os escuto

Onde ficaram a razão, a emoção, a compaixão, a determinação?
Livraram os ratos, as quadrilhas, os bandidos que comandam a nação
Tosca armação
Onde estão as pessoas, os patos, os bonecos? Não há nada, não há ninguém
Não os vejo nem os escuto, mas os conheço muito bem."

Poesia de Tiago Cavalcanti, Procurador do Trabalho.

GOLPE DE ESTADO DO PT ?


Compartilhando para reflexão.

"Advogado da Petrobras diz que “a Lava Jato interrompeu um golpe de Estado do PT”

René Ariel Dotti, advogado da Petrobras na Lava Jato, contou, ao Estadão: “A Lava Jato, no meu entendimento, interrompeu um golpe de estado… O PT ia fazer um golpe de estado, na medida em que estava corrompendo grande parte do Congresso e colocando gente no Supremo Tribunal Federal para ter uma continuidade de poder, um projeto de poder. Porque não havia quem votasse contra.”

Ele ainda disse: “O que o PT fez, não a parte de corrupção, a parte de organização foi pensando em tomar o Estado, tomar o poder do Estado. Não é só o poder da assembleia, mas do Estado. De que maneira? Defendendo uma doutrina que é comum ao interesse público, que era naturalmente da ética, da moralidade, sensibilizar a classe estudantil, fazendo com que pessoas, chamando pessoas, chamando jovens, que é o que os partidos, em geral não fazem, que é chamar jovem, porque tem que esse sentimento de rivalidade com o jovem, e o PT sempre chamou os jovens. Reunia religiosos, reunia jovens, estendia em outras camadas, que os partidos não faziam isso. Por isso os partidos perdiam sistematicamente, não tinham mais apoio do povo. Aqueles grupos todos que se multiplicam, igreja, universidade etc, o PT dominou muito bem, e por isso teve o poder. E isso seria o golpe de Estado. Os partidos não pensavam nisso, eram fisiológicos só. O interesse do deputado ou senador, era o interesse de pegar o cargo, não era um interesse do estado”.

Ao apontar os fatos, Dotti ajuda a quebrar o mito dito por parte dos formadores de opinião de que os crimes do PT se limitam à corrupção, na tentativa de esconder crimes piores – como uso da corrupção para projetos totalitários – e colocá-los no mesmo nível de partidos que fizeram corrupção mas não empreenderam projetos totalitários.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

RIO - MINISTÉRIO DE SEGURANÇA E INTERVENÇÃO FEDERAL GERAM 231 CARGOS COMISSIONADOS


Em tempos de pouco dinheiro nos cofres públicos a criação de duzentos e trinta e um cargos comissionados é uma ação na direção contrária ao indispensável corte de gastos na gestão do dinheiro público.

"Jornal Extra
16/05/2018 
Intervenção federal no Rio terá estrutura até junho de 2019
Fábio Teixeira 
Embora o decreto presidencial que estabeleceu a intervenção federal no Rio de Janeiro tenha dado como data de seu término 31 de dezembro deste ano, o cargo de interventor federal irá durar até junho de 2019. A decisão foi tomada na noite desta terça-feira, quando o Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei 6/2018, enviado pelo presidente Michel Temer. O texto prevê a criação de 231 cargos comissionados, sendo que 164 para compor a equipe do Ministério Extraordinário de Segurança Pública, chefiado por Raul Jungmann. Os 67 restantes são do interventor federal, o general Walter Souza Braga Netto (Fonte)".

SENADO APROVA "SISTEMA ÚNICO DE SEGURANÇA PÚBLICA"



Você se sentirá mais seguro caso seja realmente implementado o previsto no SUSP?
A segurança pública irá melhorar?

"Site G1
Senado aprova projeto que cria Sistema Único de Segurança Pública
Proposta prevê integração de informações de inteligência entre governo federal, DF e estados. Com aprovação, texto seguirá para sanção do presidente Temer.
Por Gustavo Garcia, G1, Brasília
16/05/2018 18h42 Atualizado há 22 minutos
O Senado aprovou nesta quarta-feira (16) o projeto que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp). O texto seguirá para sanção do presidente Michel Temer.
Mais cedo, nesta quarta, a proposta foi analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa e, diante da aprovação de um pedido de urgência, o texto já foi incluído na pauta de votações do plenário desta quarta.
A proposta prevê que as instituições de segurança federais, distritais, estaduais e municipais deverão atuar em operações combinadas, compartilhando informações (Fonte)".

terça-feira, 15 de maio de 2018

VÍDEO - O MAIOR PROBLEMA DO BRASIL

A cultura instalada na população de sempre "querer se dar bem" é o maior problema do país, sendo insanável a curto e a médio prazo, salvo melhor juízo.
Diante dessa verdade surge a pergunta:
- Como consertar o Brasil?


VÍDEO - A "MATANÇA" DE POLICIAIS MILITARES NO RIO DE JANEIRO

Até quando?
A pergunta que se repete e que as autoridades públicas não respondem.







segunda-feira, 14 de maio de 2018

NOVAS IMAGENS DO "RIO PACIFICADO"

Uma população refém da bandidagem.




RIO - UM ESTADO DOMINADO PELO CRIME



As cobranças de multiplicam com relação a faltade resultados da intervenção federal na segurança pública.
Eu avisei que os interventores teriam enormes dificuldades para a consecução do objetivo mínimo de reverter a sensação de insegurança vivenciada pelos habitantes.
Tudo que começa mal (falta de planejamento) tem grande chance de dar errado, como ocorreu com a decretação política da intervenção.
Só nos resta confiar nas forças estaduais e nas forças federais,  esperarando por dias menos tenebrosos. 
Algo que considero muito difícil sem que ocorra uma redefinição em termos operacionais, a começar nas polícias estaduais,  Instituições que estão há vários governos atuando desviadas de suas funções constitucionais.
Polícia deve atuar como polícia.
Policial não é "guerreiro".
Guerreiro é quem é preparado para a guerra.
Policial é preparado para realizar o policiamento ostensivo, a preservação da ordem pública e a investigação policial.
Simples assim!

"Jornal O Dia
Bandidos explodem banco...
Link: