LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sábado, 10 de dezembro de 2016

O POLICIAL MILITAR É O POVO FARDADO PARA SERVIR E PROTEGER O POVO

Prezados leitores, importante que todo Policial Militar não esqueça que a sua missão primordial é servir e proteger o povo.





Juntos Somos Fortes!

OPERAÇÃO LAVA-JATO: A DELAÇÃO DO FIM DO MUNDO (POLÍTICO)



Prezados leitores, a pergunta não é quais políticos foram delatados, mas quais políticos não foram delatados, diante da quantidade citada pelos delatores.
Será o fim do mundo (político) em Brasília?
No Rio de Janeiro, o mundo (político) já está implodindo.

"Site G1
Delator diz que Temer pediu R$ 10 milhões à Odebrecht em 2014 no Jaburu
Ex-vice de Relações Institucionais da empreiteira afirmou que Temer, à época vice-presidente, pediu repasse 'direta e pessoalmente' a Marcelo Odebrecht. Presidência disse repudiar delação. Por Lucas Salomão, G1, Brasília 
09/12/2016 21h26 Atualizado há 1 hora 
O executivo Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, relatou ao Ministério Público Federal (MPF) que o presidente Michel Temer pediu, em 2014, R$ 10 milhões ao empreiteiro Marcelo Odebrecht.
Melo Filho é um dos 77 executivos da empreiteira que assinaram acordo de delação premiada com o MPF. A informação de que Temer solicitou dinheiro à Odebrecht está em material entregue pelo executivo nos termos de confidencialidade – espécie de pré-delação que antecede a assinatura do acordo (saiba quais são as etapas dos acordos de delação da Odebrecht).
Em nota, o Palácio do Planalto informou que o presidente Michel Temer "repudia com veemência" o conteúdo da delação de Melo Filho. "O presidente Michel Temer repudia com veemência as falsas acusações do senhor Cláudio Melo Filho. As doações feitas pela Construtora Odebrecht ao PMDB foram todas por transferência bancária e declaradas ao TSE. Não houve caixa 2, nem entrega em dinheiro a pedido do presidente.", diz o texto da nota (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

PICCIANI NOMEOU EX-MULHER DE CABRAL NA ALERJ COM SALÁRIO DE R$ 17 MIL REAIS



Prezados leitores, o ex-governador Sérgio Cabral e o presidente da ALERJ, deputado Jorge Picciani, ambos do PMDB, devem ser grandes amigos.
Não pode estar faltando dinheiro no Rio de Janeiro...

"Jornal O Dia
Picciani nomeou ex-mulher de Cabral na Alerj 
Susana Neves Cabral foi nomeada há quatro meses assessora do presidente da Assembleia Legislativa do Rio 
09/12/2016 23:01:27
ESTADÃO CONTEÚDO 
Rio - Citada na Operação Calicute como suposta beneficiária de dinheiro oriundo de esquema de corrupção em obras que teria funcionado no governo do Rio de 2007 a 2014, Susana Neves Cabral, ex-mulher do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), foi nomeada há quatro meses assessora do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB). 
Pela função de chefe de gabinete parlamentar, Susana recebeu, em novembro, R$ 17.630,51: R$ 3.443,46 por cargo em comissão e R$ 14.187,05 em gratificação. Líquidos, os vencimentos ficaram em R$ 13.651,48. Cabral e sua atual mulher, Adriana Ancelmo, estão presos no Complexo de Gericinó, por ordem da Justiça (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

PACOTE DE MALDADES: ADIADA A VOTAÇÃO NA ALERJ. O QUE ISSO SIGNIFICA?



Prezados leitores, a ALERJ adiou a votação da proposta do governador Pezão de aumentar o desconto previdenciário dos funcionários públicos e militares do estado do Rio de Janeiro de 11% para 14%.
Um movimento estranho considerando que dias atrás a ALERJ apressou as votações.
Qual o verdadeiro motivo para o adiamento?
O receio da grandiosidade prevista para o protesto programado para o dia 12, diante da enorme mobilização dos manifestantes?
A possibilidade da ocorrência de violência e vandalismo (como é citado na reportagem)?
Uma manobra para esvaziar o protesto no dia 14? 
Desmobilizar a paralisação marcada pelos Policiais Civis para o dia 12?
Ganhar tempo para tentar convencer deputados indecisos a votarem com o governo e contra a população, o funcionalismo e os militares do estado do Rio de Janeiro?
Qual será a resposta certa?

"Jornal O Dia
Informe: Alerj adia votação de aumento de alíquota previdenciária de servidores 
Temendo protestos violentos, deputados votarão o texto na quarta-feira 
09/12/2016 18:20:21 - ATUALIZADA ÀS 09/12/2016 21:05:07
PAULO CAPPELLI 
Rio - Com receio de protestos violentos, a Assembleia Legislativa adiou para quarta-feira a votação que definirá o aumento da alíquota previdenciária e o cancelamento de reajustes salariais para servidores públicos do estado. Inicialmente, as medidas seriam analisadas na segunda-feira. 
Deputados optaram pela mudança ao saber da possibilidade de protestos de servidores armados na porta da Alerj na segunda. Acreditam que, até quarta-feira, haverá mais tempo para o governo conversar com o funcionalismo e acalmar os ânimos. 
Pela proposta do Palácio Guanabara, a alíquota previdenciária passaria de 11% para 14% para os servidores; e a contribuição patronal, de 22% para 28%. 
Outra medida polêmica diz respeito ao adiamento, para 2020, de aumentos salariais aprovados em 2014 e que entrariam em vigor em 2017. 
Abaixo, a justificativa oficial da Alerj para o adiamento: 
"A mudança no calendário foi uma decisão da presidência da Casa, para que haja mais tempo para negociar as propostas.Não haverá votação na segunda-feira (12/12). Na terça (13/12), às 13h, será votado o projeto de lei 2.242/16, que prevê aumento das alíquotas do ICMS.Das 22 propostas originais, dez foram devolvidas ou retiradas de pauta e doze foram discutidas. Na última quinta-feira (8/12), a proposta que extinguia os programas Renda Melhor e Renda Melhor Jovem foi rejeitada pela Casa (projeto de lei 2.246/16).O pacote recebeu ao todo 722 emendas dos deputados. Essas emendas, alterações que podem modificar de forma parcial ou integral o texto original, são discutidas em reuniões, antes das votações, entre líderes partidários e Executivo (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

PACOTE DE MALDADES: BOMBEIROS CONVOCAM PARA PROTESTO NO DIA 12

Prezados leitores, Bombeiros Militares fizeram uma convocação para um protesto na próxima segunda-feira, dia 12, data que estava programada a votação do aumento da contribuição previdenciária.
Eles querem demonstrar que o objetivo dos servidores públicos e dos militares do estado do Rio de Janeiro é realizar protestos ordeiros e pacíficos.
Assistam o vídeo.


video


Juntos Somos Fortes!

PRISÃO DE CABRAL: QUEM AUTORIZOU AS VISITAS NÃO CADASTRADAS QUE CABRAL RECEBIA?



Prezados leitores, o ex-governador Sérgio Cabral irá para a carceragem da Polícia Federal, onde estão outros presos da Operação Lava-Jato.
Certamente, ele estará pior acomodado do que em Bangu 8.
Devemos torcer para que o Ministério Público instaure um procedimento para investigar quem autorizou as visitas não cadastradas.

"Jornal O Dia 
Sérgio Cabral deve ser transferido para Curitiba neste fim de semana 
Ex-governador está preso no Complexo Penitenciário de Gericinó desde o dia 17 de novembro 
09/12/2016 20:57:20 - ATUALIZADA ÀS 09/12/2016 22:48:39
BRUNA FANTTI
Rio - A Polícia Federal recebeu, no início da noite desta sexta-feira, determinação para transferir o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, para Curitiba (PR). A ordem partiu do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, após denúncia do promotor André Guilher Freitas, da Promotorias de Justiça de Execução Penal. Ele relatou que Cabral estava recebendo visitas não cadastradas pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) - (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

SÉRGIO CABRAL SERÁ TRANSFERIDO PARA PRESÍDIO EM CURITIBA

Eduardo Paes, Picciani, Sérgio Cabral e Pezão


Prezados leitores, o ex-governador Sérgio Cabral vai passar por maiores dificuldades em Curitiba do que estava enfrentando em Bangu 8.

"Site G1
Polícia Federal recebe ordem para transferir Cabral para Curitiba
Decisão é da 7ª Vara Federal Criminal. Governador está em Bangu desde o dia 17.
Por G1 Rio
09/12/2016 18h39 Atualizado há 5 minutos
Agentes da Polícia Federal receberam na tarde desta sexta-feira ordem para transferir o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, do Complexo de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio, para Curitiba. A determinação é decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal (Fonte)".

Juntos Somos Fortes!

REVISTA VEJA: A POLÍCIA CARIOCA VAI PARAR

Prezados leitores,  os Policiais Civis ameaçam iniciar greve.




"Revista Veja
Radar On-line
Maurício Lima
A polícia carioca vai parar
Por: da Redação 09/12/2016 às 12:20
A corda está esticando cada vez mais na maior crise financeira da história do Rio de Janeiro. Em uma assembleia que acabou tarde da noite de ontem, policiais civis decidiram paralisar as atividades das 8h às 20h na próxima segunda-feira. Delegados e agentes estarão na porta da Alerj mais uma vez. Ficou decidido também que, caso algumas das medidas do chamado ‘pacote de maldades’ seja aprovada na votação do dia 12, a categoria vai aderir ao movimento de greve geral que está nascendo. (por Leslie Leitão) - (Fonte)".

Juntos Somos Fortes!

NOTA OFICIAL DO SINDICATO DOS PERITOS OFICIAIS DO RIO DE JANEIRO

Prezados leitores, transcrevemos e-mail recebido:



*NOTA OFICIAL E CONVOCAÇÃO
 A APERJ vem em nota oficial informar a criação do SINDPERJ, uma vez que foi finalizado o processo de registro da ATA, obtenção do Alvará e do CNPJ. A partir desse momento, podemos nos mobilizar e agir na forma do SINDPERJ que vocês ajudaram a fundar. 
Dessa forma, convocamos TODOS os Peritos Criminais e Legistas para a Primeira Assembleia Geral do SINDPERJ que será realizada na Sexta-feira, dia 09/12, às 17 h no ICCE-SEDE, onde decidiremos algumas medidas enérgicas a serem adotadas ainda no final de semana para que possamos enfrentar a votação da ALERJ do dia 12/12. O comparecimento de todos é extremamente importante. 
PAUTA DA AGE: 
Votação, pela ALERJ, dos PLs de majoração da alíquota previdenciária de 11% para 14% e de suspensão da incorporação da GDL. 
DELIBERAÇÃO DE PROPOSTAS:
1. Paralisação do IML e demais Institutos por 24 ou 48 horas no final de semana.
2. Ato de Protesto na ALERJ, em 12/12/2016.
Rio de Janeiro, 07 de dezembro de 2016. 
Denise Rivera - Perito Criminal Presidente SINDPERJ
Daniel Pimenta - Perito Criminal Vice-presidente SINDPERJ 
Thiago Vilar - Perito Legista Diretor de Perícia Médico-Legal 
Marcos Paulo - Perito Legista Diretor Técnico-Social

Juntos Somos Fortes!

PRISÃO DE CABRAL E ADRIANA: SERÁ QUE EDUARDO PAES FARÁ COMPANHIA AO CASAL?



Prezados leitores, o PMDB do Rio de Janeiro está se esfacelando.
Será que Eduardo Paes (PMDB) fará companhia ao casal Cabral (PMDB) e Adriana?
Não podemos esquecer que Eduardo Cunha (PMDB) também está preso e que Picciani (PMDB) tem sido citado aqui e ali.
Logo teremos novas delações e a implosão vai crescer.

"Jornal Extra
Publicado em 09/12/16 14:32 Atualizado em 09/12/16 15:04 
Justiça determina bloqueio de bens de Eduardo Paes 
Marcela Sorosini 
O prefeito Eduardo Paes está com os bens bloqueados por decisão da Justiça. O prefeito do Rio de Janeiro é acusado de improbidade administrativa na construção do Campo de Golfe Olímpico da Barra da Tijuca, e a ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Rio.
Segundo a acusação, Paes dispensou a construtora Fiori Empreendimentos Imobiliários do pagamento de R$ 1,8 milhão de licença ambiental para fazer o local de competições, em 2013. Portanto, "a fórmula mágica encontrada para afastar o pagamento constitui claro ato de improbidade administrativa que causou evidente dano ao erário (recursos financeiros públicos) municipal".
De acordo com o juiz, um suposto desequilíbrio financeiro do contrato, sem qualquer estudo mais aprofundado, e baseado em meras afirmações da parte interessada, foi usado para transferir para o município a responsabilidade pelo pagamento da quantia de R$ 1.860.312,30 (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

LEGADO BELTRAME: TURISTA ITALIANO É ASSASSINADO EM COMUNIDADE COM UPP


Beltrame e Sérgio Cabral


Prezados leitores, a insegurança e a violência são alguns dos legados da administração do ex-secretário de segurança Beltrame.
No local onde o turista foi assassinado existe uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), único projeto da gestão Beltrame, desde 2011.

"Site G1
Turista italiano é morto após entrar por engano em favela no Rio
Vítima, identificada como Roberto Bardella, estava acompanhada de amigo, que conseguiu fugir. Delegacia de Homicídios vai investigar o caso. 
Por Henrique Coelho, G1 Rio
08/12/2016 14h53 Atualizado há 15 horas 
A viagem de dois primos italianos terminou em tragédia no Rio de Janeiro depois que um deles, identificado como Roberto Bardella, de 52 anos, foi morto nesta quinta-feira (8). Bardella e o primo, que teve a identidade preservada por segurança, entraram por engano no Morro dos Prazeres, favela em Santa Teresa, Região Central da cidade. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil.
Segundo informações preliminares, Bardella foi baleado na cabeça. Os dois amigos viajavam em motos pela América do Sul e já tinham passado pelo Paraguai e Argentina, além de Curitiba e Foz do Iguaçu, onde visitaram as cataratas (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

O PACOTE DE MALDADES DE PEZÃO E A INVASÃO DA ALERJ



Prezados leitores, temos feito a nossa parte para desestimular as ações que não se enquadram nos conceitos de ordem e de paz por parte dos Policiais Militares que estão de serviço na ALERJ e por parte dos manifestantes, publicando artigos e vídeos neste espaço democrático.
Ao longo dos protestos que estão ocorrendo na ALERJ já presenciamos ações repressivas e desastradas, inclusive com uso de violência injustificada por parte dos Policiais Militares e ações violentas também sem justifica por parte dos manifestantes, os quais conseguiram invadir o plenário uma vez, quando ocorreram atos de vandalismo no interior do prédio.
No próximo dia 12 teremos um novo protesto, talvez o maior de todos, o qual está sendo alimentado com mensagens insuflando a violência nas redes sociais, caso os Policiais Militares não permitam a invasão da ALERJ.
Alguns chegam a afirmar que os Policiais Militares deveriam facilitar a invasão, os acusando de traidores por reprimirem os que tentam derrubar as grandes e entrar.
Salvo melhor juízo, temos que sair desse universo surreal que está sendo construído nas redes sociais.
A ordem para garantir a segurança na ALERJ é emanada de autoridade competente, sendo uma ordem legal e dentro das atribuições da Polícia Militar, portanto, não se pode exigir que os Oficiais e Praças violem a legislação e permitam a invasão, arcando com as graves consequências.
Assim devemos descartar a possibilidade de facilitação da invasão, esse é o mundo real.
O que se pode exigir é o uso moderado da força contra os que tentarem usar violência e ações de inteligência para identificar os grupos que têm tal intenção, retirando-os da manifestação e evitando-se a repressão generalizada.
O uso de agentes químicos de forma amadora como tem ocorrido, por exemplo, está prejudicando os manifestantes ordeiros, as pessoas que passam pelo local, as que trabalham no comércio e nos escritórios existentes nas cercanias.
O erro primário está causando sérios prejuízos, isso é inquestionável.
O profissionalismo nós podemos exigir, como podemos exigir um melhor treinamento da tropa e a responsabilização dos Policiais Militares que excederem nas suas ações.
Superados esses pontos, vamos voltar no tempo e analisar a invasão da ALERJ que se concretizou.
O que nós, militares estaduais e servidores públicos, ganhamos?
Nada!
Invadiram, subiram em mesa e cadeiras, gritaram palavras de ordem, saíram sem nenhum resultado positivo.
Pior, a imprensa ficou uma semana acusando os invasores de terem vandalizado salas da ALERJ.
O feitiço virou contra o feiticeiro.
Os invasores praticaram ilegalidades e nada construíram para a nossa justa causa.
Cabe destacar que cabe ao governo fazer a sua parte para dissuadir essa absurda ideia de invasão, disponibilizando a entrada nas galerias de integrantes das associações e dos sindicatos presentes ao ato de protesto para que possam acompanhar as votações, afinal, a casa é do povo.
É um direito nosso!
Por derradeiro deixamos uma reflexão para os que estão inflexíveis quanto a entrada com uso da força na ALERJ:
- Se um grupo invadir a ALERJ, o que será feito em seguida para nos beneficiar?

Juntos Somos Fortes!

GOVERNADOR PEZÃO PRIORIZE O PAGAMENTO DAS PENSIONISTAS



Prezados leitores, os governos Sérgio Cabral e Pezão destruíram a economia do estado do Rio de Janeiro e todos nós estamos sofrendo com os desvios de dinheiro público e com os erros de gestão.
No curso da crise criada por eles, o governador Pezão começou a atrasar e a parcelar os pagamentos (salários, proventos e pensões).
Nessa verdadeira tragédia para os funcionários públicos e os militares do estado do Rio de Janeiro, o grupo que mais sofre é o formado pelas PENSIONISTAS.
O governo Pezão ainda agrava esse sofrimento, ao pagá-las por último.
Nós da AOMAI estamos encaminhando documentos para o Comandante Geral e o Governador solicitando que as PENSIONISTAS recebam no primeiro grupo.
Resta saber se o governador vai adotar esse justo procedimento.

Juntos Somos Fortes!

PRISÃO DE CABRAL E ADRIANA - A CASA CAIU DE VEZ! SURGIU O PRIMEIRO DELATOR




Prezados leitores, a casa do casal Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo parece ter caído de vez.
A denúncia do site "O Antagonista" sobre a movimentação para colocá-los em liberdade antes do Natal, parece que não irá se concretizar, caso a delação premiada seja efetivada.
Salvo melhor juízo, a melhor saída para o casal parece ser a tentativa de também efetuarem delações, fazendo ruir todo o mundo político do Rio de Janeiro e parte do mundo político de Brasília.

"Jornal O Dia
Justiça e Cidadania
Adriana Cruz
PUBLICADO EM 08.12.2016 - 11:40 
Operação Calicute tem primeiro delator 
Wagner Jordão propõe a delação premiada à força-tarefa, à Polícia Federal e ao Ministério Público. Preso, ele é apontado como operador da propina sobre os valores contratados com a Secretaria de Obras no governo de Sérgio Cabral 
Apontado como operador do esquema de propina na gestão do ex-governador Sérgio Cabral, Wagner Jordão Garcia é o primeiro preso na Operação Calicute a negociar a delação premiada com a Força-Tarefa, Polícia Federal e Ministério Público. A propina, batizada como ‘Taxa de Oxigênio’, seria de 1% dos valores dos empreendimentos contratados pelas empreiteiras, na Secretaria Estadual de Obras. Jordão foi denunciado à 7ª Vara Federal Criminal pelos crimes de lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa com outros 12 acusados, entre eles Cabral e a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, ambos presos no Complexo de Gericinó, por desvios de R$ 224 milhões dos cofres públicos. 
Jordão era homem de confiança do ex-secretário de Obras, Hudson Braga — preso —, para o recebimento do dinheiro ilícito em envelopes chamados de ‘projetos’. Em depoimento à Polícia Federal, ele revelou que representantes de empreiteiras, como Alberto Quintaes, da Andrade Gutierrez e Rodolfo Mantuano, da Carioca Engenharia, foram apresentados por Braga. Os pagamentos muitas vezes eram feitos no antigo prédio do Banerjão, no Centro. Por telefone, os representantes das empresas chamavam ‘vamos tomar um café’. Era a senha para receber fortunas entregues a Braga. Só de 2008 a 2011, Jordão recebeu R$ 1,8 milhão. Na conta dele, foram depositados em espécie R$3,7 milhões, de 2009 a 2016 (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

PACOTE DE MALDADES - DIA 12 - ALERJ - PROTESTO ORDEIRO E PACÍFICO

Prezados leitores, nós estamos preocupados com o clima de hostilidade e enfrentamento que est sendo criado nas redes sociais com relação aos Policiais Militares do BPChoque.
Isso só nos enfraquece.
Nós que estamos sendo tratados como "escravos" pelo governo Pezão.
No dia 12 o governo tentará emplacar seu principal objetivo que é aumentar nossa contribuição previdenciária de 11% para 14%, não podemos aceitar qualquer perda salarial e para isso precisamos estar unidos e organizados.
Digam não a qualquer tipo de hostilidade entre nós.




Juntos Somos Fortes!