Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

domingo, 22 de abril de 2012

RIO: POLÍCIA MILITAR - FÁBRICA DE RECRUTAS A TODO O VAPOR.

O GLOBO: 
Meta da PM é fechar 2012 com sete mil novos recrutas. 
Por dia, são 19 soldados que vão atuar nas UPPs. 
Vera Araújo.
RIO - Na linha de montagem da Polícia Militar, a previsão é fechar o ano com sete mil recrutas recém-saídos do forno. São 19 soldados por dia, que vão atuar nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), principal programa da atual política de segurança do estado. A meta é chegar a 2016 com 60 mil PMs — 16 mil a mais do que o efetivo atual —, para garantir também a segurança de grandes eventos, como as Olimpíadas. Para a produção de policiais em larga escala, o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PM (Cefap), em Sulacap, precisou ampliar suas instalações, com a construção de mais dois prédios, totalizando um complexo de cerca de três milhões de metros quadrados. Ali, um soldado é formado no prazo de seis meses. Apesar de parecer contraditório, já que, na grade curricular, quase todas as disciplinas têm foco em direitos humanos, o comando do Cefap informou que nunca se treinou tanto tiro no local. Até o fim deste ano, a previsão é que os alunos tenham feito 840 mil disparos (Leiam mais). 
Comento:
Parabéns à jornalista Vera Araújo pela reportagem e, sobretudo, pelo título que não poderia ser mais representativo: "Fábrica de recrutas..."
Profissionais de segurança pública não se fabricam em série, isso em nenhum lugar do mundo civilizado, eles devem ser formados criteriosamente, considerando as exigências que enfrentam nas ruas, quando arriscam a própria vida em defesa da população.
A reportagem é excelente, pois deixa claro que o governo estadual investe na quantidade e não na qualidade do futuro Policial Militar, como já denunciamos seguidamente nesse espaço democrático. Uma opção que fica clara já nas mudanças implantadas nas provas de seleção, que foram facilitadas ao extremo. Para comprovar tal verdade, basta comparar o número de inscritos nos concursos nos últimos anos e o número de aprovados nas provas escritas.
O contido na matéria revela um outro mundo para mim, diverso das informações que recebo nos constantes comentários dos alunos do Curso de Formação de Soldados da PMERJ. Onde estará a verdade, no jornal ou nos alunos?
Sinceramente, como cidadão, espero que a reportagem seja a expressão da verdade e que a formação tenha melhorado, pois pior que não ter PMs nas ruas, só ter PMs mal formados, que ao invés de nos garantir segurança, podem ser nossos algozes com seus erros no uso do armamento, por exemplo.
Lamento que um parâmetro indispensável para a boa qualidade profissional dos PMs e do serviço prestado por eles, não tenha sido abordado: O efeito dessa "fabricação em massa de PMs", aumentando o efetivo, nos péssimos salários recebidos por esses profissionais e, por conseguinte, na qualidade do serviço.
Obviamente, "fabricando PMs" com essa velocidade e nessa quantidade, o governo estadual condena os PMs do Rio de Janeiro a receberem salários cada vez piores para sempre, em face do impacto na folha. Tal realidade fará com que nos próximos anos o governo aumente a tática de dar gratificações, que já emprega largamente e que só alcança os ativos, condenado os inativos a proventos cadas vez mais famélicos. 
Anotem:
A "fabricação de PMs em série" será o fim da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, a pá de cal. A tropa ficará cada vez mais desqualificada, os salários serão cada vez menores e a corrupção cooptará um número cada vez maior de Oficiais e de Praças.
Infelizmente, a população destinatária dos nossos serviços e principal interessada na existência de bons profissionais na PMERJ, não está nem aí, só reclama quando um familiar ou um amigo é vítima da violência praticada por PMs ou por criminosos, enquanto isso não acontece, prefere não esquentar a cabeça com essas coisas... 
Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. Enquanto isso no CBMERJ ta faltando Sd. O déficit e de uns 7.000 Pô ai!!! A proposta chegou ao Governador no ano de 2007/2008 e ele disse não aos Cel's.
    Manda quem pode obedece que tem juízo!!!
    O Brado

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.