BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

domingo, 29 de abril de 2012

RIO: POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS MILITARES, UM ARTIGO SENSATO.

BLOG DO RVCHUDO:
domingo, 29 de abril de 2012.
Profissionais altamente qualificados com dinheiro público foram e continuam sendo excluidos das Corporações Militares do Estado do Rio de Janeiro.
Na reunião ocorrida em 25 de abril na ALERJ, onde a Comissão de Segurança Pública decidiria sobre a convocação dos Corregedores PMERJ e CBMERJ, foi confirmada a posição do governo em NÃO rever suas atitudes em relação aos excluídos nas duas Corporações, relato do próprio líder do governo (PMDB), deputado André Corrêa.
Ficou decidido que somente seria convidado a dar explicações o Corregedor PMERJ, apontando que a situação dos Bombeiros está muito delicada no tocante à possível anistia e reintegração à Corporação.
Os BMs já haviam conseguido anistia administrativa e criminal em ocasião anterior, sendo lógico que grande parte da população deu apoio às suas reivindicações. Hoje, a situação é bem pior, além da população estar inerte, junto ao órgãos responsáveis em apurar as ilegalidades praticadas pelo governo, fica difícil uma mobilização com os moldes anteriores, ou seja, com grande participação dos interessados, que estão receosos com o que vem ocorrendo.
Fica claro nos pronunciamento de parlamentares moderados que embora estejam com assinatura da maioria, a anistia é de competência exclusiva do executivo, que pode rejeitar.
Outros, de esquerda, apostam no enfrentamento com o governo usando as ilegalidades dos Atos Administrativos que acarretaram as prisões e exclusões, para desestabilizar o governo PMDB. As eleições estão próximas e não vejo perspectiva de o governo mudar sua decisão.
Os que almejavam notoriedade com o movimento já o conseguiram e o enfrentamento usando as exclusões talvez não seja o caminho hábil para alcançar o objetivo, a reintegração dos profissionais altamente qualificados que foram afastados de seu sustento, ou seja, a perda do emprego.
Penso que deve haver o diálogo sem ataques, com o afastamento dos “lideres”, que estão com excessivo desgaste junto ao governo, para assim com objetivo único e preciso, tentar a reintegração dos militares excluídos. Não usar as exclusões para ataque, o momento oportuno para isso não foi usado quando da “invasão” do QG CBMERJ, onde o governo ensandecido não usou meios para evitar que o fato ocorresse e, contando com um possível apoio popular, invadiu o quartel com meios desproporcionais e indevidos, caindo em desagrado junto ao povo.
Vale lembrar que dezenas de profissionais, com anos de formação estão fora de suas atividades, sem meios de prover o sustento de suas famílias. O que vale mais? Continuar um infrutífero enfrentamento que não resolve o problema emergencial ou focar somente no retorno dos profissionais qualificados, instruídos com os recursos públicos?
Juntos Somos Fortes!

5 comentários:

  1. PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR...E MUITA GENTE NO RJ NÃO QUER PERGUNTAR - MUITO MENOS INVESTIGAR.

    Quantas vagens ao exterior (oficiais??) cabralzinho e sua trupe já fizeram durante o mandato?

    Em que aeronaves (dos "amigos" ou de carreira)?

    Quais os destinos?

    Por que os órgãos responsáveis se negam a fornecer tais informações, solicitadas pelo Dep. Garotinho?

    Quem financia tais viagens e TODO ESSE LUXO?

    De onde vem tanta grana??

    O MAL-CHEIRO É FORTÍSSIMO, mas, SÓ O POVÃO SENTE!!

    ResponderExcluir
  2. Existe um expediente muito usado no CBMERJ e pode ser usado nesse caso o Comandante do Militar considerado transgressor dos preceitos do Estatuto ou um Cel Diretor ou do estafe do Estado maior, pode se responsabilizar por ele acatado pelo CMT Geral que concordou com o encarregado do IPM, porém que e tem prerrogativa de decisão, de discricionariedade. . Assim ele tem um tempo para reabilitasse e voltar ao comportamento bom. Nesse período o Militar não deve sofrer qualquer punição não concorre a promoções e a curso ou a qualquer beneficio poe esta no comportamento mal. Mais para isso o BM devem conciliar, devem se render aos regulamentos Militares sem questionar. Esse regulamentos regem as forças Militares são normas consolidadas.Capítulo 4-
    DA HIERARQUIA E DISCIPLINA///4.2 Disciplina (RDCBERJ Art. 6º)
    Disciplina de Bombeiro-Militar é a rigorosa observância e o acatamento
    integral das leis, regulamentos, normas e disposições, traduzindo-se pelo perfeito
    cumprimento do dever por parte de todos e de cada um dos componentes do
    organismo bombeiro-militar.////................................................
    TÍTULO II
    DAS OBRIGAÇÕES E DOS DEVERES DE BOMBEIRO-MILITAR
    CAPÍTULO I
    DAS OBRIGAÇÕES DE BOMBEIRO-MILITAR
    Seção I
    Do Valor de Bombeiro-Militar////CAPÍTULO II
    DOS DEVERES DE BOMBEIRO-MILITAR
    Seção I
    Conceituação
    Art. 27 - Os deveres de bombeiro-militar emanam de um conjunto de
    vínculos racionais e morais, que ligam o bombeiro-militar à Pátria, à comunidade
    e à segurança e compreendem essencialmente: entre outros e Se ha discordância o meio legal é atualiza-las ou estingui-la através de votação nas casas legislativa não iguinora, e haver uma discussão é a continuidade do que esta nas comissões de ALERJ com o Sr. Deputado Wagner Montes ao algum anos porque não votam, seu relator. O que é ilícito não pode ser licito e isso é fato só pela vontade de um grupo tendo ou não razão. O novo não deve ser imposto pela força e sim pelo convencimento e a união de todos. Forte abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Acredito que nenhuma das duas alternativas valerão seus objetivos; contudo a do enfrentamento, pelo menos, expõe o executivo a desgastar-se mais ainda. JSF

    ResponderExcluir
  4. PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR… E MUITA GENTE NO RJ NÃO QUER PERGUNTAR – MUITO MENOS INVESTIGAR.

    Quantas viagens ao exterior (oficiais??) cabralzinho e sua trupe já fizeram durante o mandato?

    Em que aeronaves - dos “amigos” ou de carreira?

    Quais os destinos?

    Porque os órgãos responsáveis se negam a fornecer essas informações. Todas, solicitadas oficialmente pelo Dep. Garotinho?

    Quem financia tais viagens e TODO ESSE LUXO?

    E o LEÃO (Imposto de renda)?

    De onde vem tanta grana??

    O MAU CHEIRO É FORTÍSSIMO mas... SÓ O POVÃO SENTE!!

    ResponderExcluir
  5. Sérgio Cabral paga SOLDOS inferiores ao SALÁRIO MÍNIMO vigente aos BOMBEIROS e POLICIAIS MILITARES do Estado do RIO DE JANEIRO!

    A sociedade tem que valorizar as áreas essenciais (segurança, educação e saúde)!

    A PMERJ e o CBMERJ estão na sarjeta...

    A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro vivem os piores dias de suas gloriosas histórias. Bombeiros e Policiais Militares estão sofrendo diante da inércia institucional, pois recebem os piores salários do Brasil. O salário do Soldado PM/BM não chega a R$ 1.670,00, enquanto o Salário Mínimo Necessário é de R$ 2.398,82 (dois mil, trezentos e noventa e oito reais e oitenta e dois centavos).

    Salário mínimo necessário: Salário mínimo de acordo com o preceito constitucional "salário mínimo fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, reajustado periodicamente, de modo a preservar o poder aquisitivo" (Constituição da República Federativa do Brasil, capítulo II, Dos Direitos Sociais, artigo 7º, inciso IV).

    Fonte: DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

    O QUE É FEITO COM A MAIOR ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS DO BRASIL???

    A PMERJ e o CBMERJ ainda possuem salários indignos.

    REIVINDICAÇÃO da categoria: Piso Salarial Estadual igual ao Salário Mínimo Necessário divulgado pelo DIEESE: R$ 2.398,82 (dois mil, trezentos e noventa e oito reais e oitenta e dois centavos). Chega de SALÁRIOS MISERÁVEIS! O Soldado (PM ou BM) já tem que ingressar na sua corporação ganhando por volta de R$ 2.400,00, conforme determinação constitucional (artigo 7º, inciso IV).

    De acordo com a CF/88 e o DIEESE, um Soldado PM/BM deve ganhar no mínimo em torno de R$ 2.400,00 mensais (valor líquido). Não adianta o PM ou BM ser promovido "automaticamente" (por tempo de serviço) e o salário permanecer baixíssimo!

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.