BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

segunda-feira, 23 de abril de 2012

RIO: PREFEITO DE NITERÓI CULPA UPPs PELO AUMENTO DA VIOLÊNCIA NO MUNICÍPIO.

O GLOBO:
O Futuro de Niterói - Jorge Roberto Silveira (Opinião - página 7).
(...) No entanto, o município (Niterói) é obrigado, há muitos anos, a conviver com problemas externos que provocam grande impacto em seu dia a dia. Um exemplo disso é o recente surto de violência, consequência direta do sucesso do programa  de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em diversas comunidades do Rio de Janeiro (...).
Comento:
Salvo melhor juízo, essa é a primeira vez que um prefeito publicamente reclama da transferência de criminosos do Rio de Janeiro para o seu município.
Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Sr Coronel Paúl, o correto seria o prefeito dizer que o problema é devido à implantação das UPPs e, não, ao sucesso da medida, o que na realidade não existe.

    ResponderExcluir
  2. Concordo, não existe sucesso nesse caso, pois houve uma transferência de criminosos do município do Rio de Janeiro para o de Niterói. A implantação das UPPs não contribuiu para melhorar a segurança pública no Estado, só beneficiou algumas áreas da capital em detrimento de outras. Vários municípios do interior, por exemplo, ficaram com menos policiamento ostensivo e a violência aumentou consideravelmente. O governo estadual investe na quantidade e não na qualidade do serviço policial.

    É preciso investir na qualificação e na valorização dos servidores públicos da área da segurança pública, objetivando a prestação de serviços de qualidade para o povo. Profissionais de segurança pública não se fabricam em série, isso em nenhum lugar do mundo civilizado, eles devem ser formados criteriosamente, considerando as exigências que enfrentam nas ruas, quando arriscam a própria vida em defesa da população. Os péssimos salários recebidos por esses profissionais tornam o "bico" necessário para complementar a renda familiar, o que reflete na qualidade do serviço (ninguém trabalha bem cansado e sem o merecido lazer).

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.