Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sábado, 31 de maio de 2014

BELTRAME, ACUSADO DE IMPROBIDADE, RECEBE HOMENAGEM COM PRESENÇA DO ARCEBISPO DO RIO



Prezados leitores, o Rio de Janeiro vive seus piores dias.
Inacreditável!
O Secretário de Segurança Beltrame, acusado pelo Ministério Público de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos, foi homenageado em um jantar para 250 convidados na Pastoral do Menor e com a presença do Arcebispo do Rio de Janeiro Don Orani Tempesta.
Isso é um escândalo.
Como alguém acusado da prática de crimes contra o erário público pode receber tal homenagem e com a presença do Arcebispo do Rio de Janeiro?
Imaginem o exemplo que isso passa para os nossos jovens.
Imaginem como deve estar se sentindo o Promotor que denunciou Beltrame.
O maior culpado é o governador Pezão que não procedeu a devida exoneração.
Além dele, a blindagem que a imprensa está promovendo também pode ter contribuído para que tal absurdo ocorresse.
Tudo isso é muito triste.
Caso o vídeo apresente algum problema, acessem pelo link (Clique aqui).
Assistam os vídeos anteriores e conheçam o escândalo:

- Vídeo 1 (Link).
- Vídeo 2 (Link).
- Vídeo 3 (Link).
- Vídeo 4 (Link).

Juntos Somos Fortes!



O DESCASO DO GOVERNO PEZÃO COM OS POLICIAIS MILITARES

Prezados leitores, melhor apenas reproduzir a notícia. 



"JORNAL DO BRASIL 
30/05 às 20h13 - Atualizada em 30/05 às 20h21 
PMs vão de trem da Zona Oeste ao Centro para atuar em manifestações 
Os policiais militares que atuaram na manifestação dos professores e no protesto contra a Copa do Mundo, nesta sexta-feira, no Centro do Rio, foram obrigados e pegar um trem na Zona Oeste, onde está montado provisoriamente um Batalhão de Campanha no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). 
Um ônibus fez várias viagens de ida e volta para levar os PMs do CFAP, em Sulacap, até a estação de trem de Deodoro. De lá, eles seguiram em um trem da SuperVia até a Central. 
A Polícia Militar não informou quantos policiais utilizaram o trem, mas alegou que a opção pelo transporte público se deu para evitar congestionamentos. 
“No dia-a-dia da Polícia Militar, é comum que os integrantes da corporação utilizem transportes públicos - ônibus, barcas, trem e metrô - principalmente quando realizam patrulhamento a pé. Armado e fardado o policial utiliza todos os meios de transporte públicos - inclusive quando atuando pelo Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS). No caso dos policias do Batalhão de Campanha, optou-se pelo trem porque o deslocamento de ônibus seria prejudicado pelo trânsito naquele momento”, diz a nota da PM (Fonte)".

Juntos Somos Fortes!

EXONERAÇÃO DE BELTRAME: PASSADOS 17 DIAS DAS DENÚNCIAS, ELE CONTINUA SECRETÁRIO



Prezados leitores, as denúncias do Ministério Público de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos, após cinco anos de investigações, contra o Secretário de Segurança Pública Beltrame foram noticiadas no dia 14 de maio de 2014.
Dezessete dias após a publicidade das denúncias o que temos:
- Beltrame continua Secretário de Segurança.
- a imprensa não toca mais no assunto, apesar dos fatos novos que surgiram.
Sinceramente, o governo Pezão e a imprensa acham que estão passando um bom exemplo para os Policiais Militares e para os Policiais Civis, subordinados de Beltrame?
Como aceitar que o "chefe da polícia" (PM + PC) pode ser alguém acusado pelo MP de improbidade e superfaturamento?
Não custa lembra que se as denúncias recaíssem sobre um PM ou PC, Beltrame o afastaria de imediato e a imprensa estaria cobrando a punição.
A omissão do governo e da imprensa retratam muito bem as relações governo-imprensa que se estabeleceram no Rio de Janeiro ao longo do governo Cabral-Pezão.



Juntos Somos Fortes!

sexta-feira, 30 de maio de 2014

DENÚNCIA NOVA AUMENTA CRISE NO GOVERNO CABRAL-PEZÃO



Prezados leitores, não bastasse o escândalo que atingiu o secretário de segurança Beltrame, surge uma nova denúncia envolvendo outro "homem de confiança" do governador Sérgio Cabral.

"Ex-Blog do Cesar Maia 
MARACANÃ, FORNECEDORES E CABRAL ! 
(ESPN, 30) 
1. Entre os fornecedores levantados pela reportagem está a Sunset Vigilância e Segurança LTDA. A empresa é dirigida por Anderson Fellipe Gonçalves, o Coronel Fellipe, ex-chefe da segurança pessoal do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. O Oficial, que foi braço direito de Cabral durante os últimos quatro anos, também dirige a empresa que faz a limpeza do Maracanã, a Sunplus Sistemas de Serviço LTDA. O Maracanã foi concedido à iniciativa privada pelo ex-governador, em um processo polêmico que enfrentou dezenas de manifestações populares, além de questionamentos da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Estado. 
2. O Oficial nega que tenha participação na empresa. Mas, mês passado, a reportagem recebeu um cartão de visitas do Policial em que ele se apresenta como diretor da companhia. Na quarta-feira 29 de maio, a reportagem ligou para a sede do grupo, na Tijuca, e a atendente disse que o Coronel ficava na sede do Leblon e que mais informações poderiam ser dadas pela diretoria. Além disso, o jovem Oficial pode ser visto em todo dia de jogo, à beira do gramado do Maracanã. 

Foto: Link.

Juntos Somos Fortes!

NOVAS EXPLICAÇÕES SOBRE O ESCÂNDALO ENVOLVENDO SECRETÁRIO BELTRAME



Prezados leitores, publicamos o quarto vídeo explicativo sobre as acusações feitas pelo Ministério Público de improbidade administrativa e de superfaturamento nos contratos de terceirização de viaturas da Polícia Militar, isso após cinco anos de investigações, contra o Secretário de Segurança Pública, o delegado de Polícia Federal Beltrame.
O Coronel PM Reformado Paúl foi o denunciante.
Assistam os três primeiros vídeos, eles são fundamentais da a compreensão da amplitude do escândalo (Link).
Caso encontre dificuldade para assistir o esse vídeo acesse através do link (clique aqui).

Juntos Somos Fortes!

DEZESSEIS DIAS APÓS A DENÚNCIA DO MP, BELTRAME CONTINUA NO CARGO



Prezados leitores, dezesseis dias após a imprensa noticiar que o Secretário de Segurança Beltrame foi acusado pelo Ministério Público de improbidade administrativa e de superfaturamenteo de contratos, inexplicavelmente, ele continua no exercício do cargo, desmoralizando o governo Pezão e os empresários da imprensa.
Conheça uma parte desse escândalo (Link).
Se fosse um Policial Militar ou Policial Civil tinha sido afastado no mesmo dia.
Além disso, estranhamente, a imprensa não cobra o seu afastamento.
Se fosse um Policial Militar ou Policial Civil a imprensa estaria cobrando a expulsão.

Juntos Somos Fortes!

OS PMs DENUNCIADOS CONTINUARÃO TRABALHANDO COMO OCORRE COM O SECRETÁRIO BELTRAME?

Prezados leitores, o atual Secretário de Segurança Pública Beltrame sempre anunciou que só colocaria nas UPPs jovens PMs, pois eles não teriam os vícios dos mais antigos (violência e corrupção), mais uma vez, ele errou.
Não acerta uma...


(O Globo)

Perguntamos:
- Os PMs denunciados continuarão trabalhando como está ocorrendo com o Secretário Beltrame ou eles serão fastadaos?

Juntos Somos Fortes!

PMs EXPULSOS SÃO REINTEGRADOS PELO PODER JUDICIÁRIO



Prezados leitores, 28 (vinte e oito) PMs foram reintegrados por decisão judicial.
Segundo o noticiário está existindo um conflito na interpretação dos laudos entre o Ministério Público e a Polícia Civil.
Inúmeras vezes publicamos artigos sobre a falta de qualidade em muitas investigações policiais, o que além de dificultar a condenação de culpados, pode produzir um efeito ainda mnais perverso, a condenação de inocentes.
Em tempo que incautos consideram a desmilitarização das Polícias Militares como a solução para a melhora do sistema policial brasileiro, primeiro deveria existir uma preocupação com a melhoria da polícia investigativa, assim como, promover a independência da perícia, como já ocorreu na maioria dos estados brasileiros, sendo o Rio de Janeiro uma das exceções.
Aliás, o Rio de Janeiro é um dos estados mais atrasados do Brasil em termos de segurança pública.

"JORNAL EXTRA
30/05/14 06:00 
Policiais expulsos acusados de envolvimento com o tráfico de drogas voltam à PM após decisão judicial
Carolina Heringer 
Pelo menos 28, dos 52 PMs que tinham sido expulsos da corporação no ano passado, acusados de receberem propina do tráfico drogas em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, já conseguiram ser reintegrados à corporação por decisões judiciais. Presos durante a Operação Purificação, realizada em dezembro de 2012, os militares, a maioria à época lotada no 15º BPM (Duque de Caxias), já estão soltos desde julho do ano passado.
O retorno de 25 deles foi publicado no boletim da Polícia Militar da última quarta-feira . No grupo, há um subtenente, 14 sargentos, nove cabos e um soldado. Um dia antes, já havia sido divulgado no documento da corporação a volta de outros dois militares, inclusive com a definição dos batalhões nos quais ficarão lotados. São eles os terceiros sargentos André Luís Ventura e Eduardo Henrique Costa Maria. O primeiro ficará no 16º BPM (Olaria) e o segundo, no 23º BPM (Leblon) (Leia mais)".

quinta-feira, 29 de maio de 2014

MANUTENÇÃO DE BELTRAME DESMORALIZA GOVERNO PEZÃO E EMPRESÁRIOS DA IMPRENSA



Prezados leitores, nós elaboraremos um vídeo contendo alguns dos momentos difíceis, ao longo desses mais de sete anos de gestão, que qualquer outro Secretário de Segurança teria sido exonerado, mas Beltrame não foi exonerado por Sérgio Cabral.
Os tempos difíceis não foram poucos e começaram logo no começo do governo Sérgio Cabral (2007), mas vamos deixar para comentá-los no vídeo.
Hoje, comentaremos o mais grave de todos, a acusação do Ministério Público (MP) contra o Secretário Beltrame de improbidade administrativa e superfaturamento de dois contratos de terceirização da compra, da gestão e da manutenção preventiva de parte da frota operacional da Polícia Militar. 
O MP cobra a devolução de mais de R$ 134 milhões para os cofres públicos e quer a perda da função pública de Beltrame.
A título de informação transcrevemos alguns valores do contrato de 2007: 
Contrato de 2007: 
- Preço de cada viatura: R$ 39.014,85. 
- Número de viaturas compradas: 729 (R$ 39.014,85 x 729 = R$ 28.441.832,75). 
- Preço da manutenção e da gestão para cada viatura: R$ 77.879,40. 
PREÇO TOTAL DE CADA VIATURA (VW modelo Gol): R$ 116.894,25.
Antes dos contratos celebrados por Beltrame, na Bahia contratos semelhantes resultaram na prisão de Coronéis da PMBA e de diretores da empresa contratada, mas Belrame fez os contratos apesar desses fatos.
Quem quiser conhecer um pouco mais sobre esses fatos basta assistir os nossos três primeiros vídeos sobre o tema:
- Vídeo 1 (Link).
- Vídeo 2 (Link).
- Vídeo 3 (Link).
Não resta qualquer dúvida que o governador Pezão tem o dever de exonerar o Secretário Beltrame em face das gravíssimas denúncias do MP, inclusive por ser essa a prática rotineira do próprio Beltrame quando os acusados da prática de crime são Policiais Militares e Policiais Civis.
Além disso, Policiais Militares (Coronel PM Paúl, por exemplo), são testemunhas acusação contra ele e sendo seus subordinados, ele deve ser afastado para não pressionar as testemunhas. 
Não é essa a alegação anunciada quando afastam os Policiais Militares e Civis, ou seja, que podem pressionar as testemunhas?
Não é só o Governador Pezão que está tendo uma omissão inexplicável, os empresários da imprensa também, pois NENHUM órgão de imprensa está cobrando a exoneração de Beltrame, o comportamento natural diante das acusações.
Por que o Governador Pezão não exonera o Secretário Beltrame?
Por que os empresários da imprensa não cobram do Governador Pezão a referida exoneração?
Nós não sabemos.
Sim, isso é vergonhoso para o governo e para a imprensa, não resta dúvida, mas qual será a razão para tamanha omissão?
Prezados leitores, o que escrevemos até aqui representa a verdade, o que passaremos a escrever pertence ao mundo dos BOATOS, portanto, NÃO DEVEM SER CONSIDERADOS COMO A EXPRESSÃO DA VERDADE.
O Secretário Beltrame chefiou a "Missão Suporte (Link)" no Rio de Janeiro, antes de assumir a Secretaria de Segurança, isso é verdade.
Na referida operação as escutas telefônicas autorizados pelo Poder Judiciário foram uma das ferramentas de investigação.
BOATOS que circularam nos quartéis e nas delegacias no início do governo deram conta que os grampos avançaram sobre políticos e empresários do Rio de Janeiro. Isso teria feito com que muitos deles tivessem seus segredos devidamente gravados.
Nós NÃO ACREDITAMOS em tal hipótese, porém estamos tendo dificuldade para encontrar uma resposta aceitável para o Governador Pezão não exonerar o Secretário Beltrame e para os órgãos da imprensa não cobrarem essa exoneração.
O silêncio da imprensa faz um barulho enorme em nossas mentes ávidas por  respostas.
Como citamos em outros artigos, se o acusado fosse um Coronel PM ou um Delegado PC, ele teria sido exonerado de imediato (14 de maio de 2014) e a imprensa estaria cobrando a sua expulsão.
Alguém dúvida?
Nos quase oito anos de governo a banda sempre tocou assim quando o acusado foi um PM ou um PC. 
A banda mudou o repertório?
Por que?
Urge que o Governador Pezão explique publicamente o real motivo de não ter ainda exonerado o Secretário Beltrame diante das gravíssimas acusações e que os órgãos de imprensa comecem a cobrar a exoneração, como sempre fizeram com os PMs e os PCs.
Caso contrário, os BOATOS começarão a ganhar contornos de VERDADE.
Se os grampos não forem BOATOS, estará explicado a razão do Secretário Beltrame não ser exonerado.
Nesse caso, ele não pode ser exonerado, sabe muito e sobre muitos.

Juntos Somos Fortes!

"TODO DIA É SEGUNDA-FEIRA" - AUTOBIOGRAFIA - JOSÉ MARIANO BELTRAME



Prezados leitores, estamos concluindo a leitura da autobiografia do Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, delegado da Polícia Federal José Mariano Beltrame, a qual tem o título: "Todo dia é segunda-feira".
Nós comentaremos nesse espaço democrático os aspectos que considerarmos mais importantes e aproveitamos para recomendar a leitura para todos os interessados no tema segurança pública.
Na obra encontramos dados importantes como:
"A demanda anual por novos policiais é enorme, já que 1.600 deixam a corporação anualmente por morte, afastamento, reforma ou baixa (página 168)".
Isso comprova que quando optou nesses sete anos por encaminhar exclusivamente para as UPPs os milhares de jovens Policiais Militares formados no CFAP, Beltrame tinha plena consciência de que estava esvaziando o efetivo dos Batalhões PM e enfraquecendo o policiamento ostensivo nas ruas de todo o Estado do Rio de Janeiro.
Em breve, comentaremos o interessante livro.

Juntos Somos Fortes!

EXONERAÇÃO DE BELTRAME: 15 DIAS E NADA...



Prezados leitores, Inexplicavelmente, 15 dias após Beltrame ser acusado pelo Ministério Público de improbidade e de superfaturamento, ele continua exercendo o cargo de Secretário de Segurança.

Juntos Somos Fortes!

quarta-feira, 28 de maio de 2014

O ESCÂNDALO ENVOLVENDO O SECRETÁRIO BELTRAME - O PREÇO ASTRONÔMICO DOS CONTRATOS



Prezados leitores, hoje publicamos o terceiro vídeo sobre as acusações feitas pelo Ministério Público contra o Secretário de Segurança Pública Beltrame da prática de improbidade administrativa e de superfaturamento dos contratos de compra, gestão e manutenção de viaturas da Polícia Militar.
Solicitamos que os interessados assistam os dois primeiros vídeos, eles são importantes para a compreensão de todo o escândalo.
- Vídeo 1 (Link).
- Vídeo 2 (Link).
O atual vídeo trata dos valores absurdos pagos pela população fluminense nos referidos contratos.
Ao longo da narrativa o Coronel PM Paúl forneceu dois valores diferentes (R$ 39.014,85 e R$ 39.014,65).
Embora a diferença seja de R$ 0,20 optamos por tanscrever os valores constantes na denúncia do Ministério Público.

Contrato de 2007:
- Preço de cada viatura: R$ 39.014,85.
- Número de viaturas compradas: 729 (R$ 39.014,85 x 729 = R$ 28.441.832,75).
- Preço da manutenção e da gestão para cada viatura: R$ 77.879,40.
PREÇO TOTAL DE CADA VIATURA: R$ 116.894,25.

Contrato de 2008:
- Preço de cada viatura: R$ 51.151,63.
- Número de viaturas compradas: 799 (R$ R$ 51.151,63 x 779 = R$ 39.847.120,44)
- Preço da manutenção e da gestão para cada viatura: R$ 100.163,10.
PREÇO TOTAL DE CADA VIATURA: R$ 151.314,73.

Apesar dessas gravíssimas acusações, o Governador Pezão não exonera o Secretário Beltrame e a imprensa faz o mais completo silêncio.


Caso ocorra algum problema com vídeo, acesse pelo link (Clique aqui).

Juntos Somos Fortes!

POLICIAIS MILITARES, OS SENHORES CONCORDAM COM ESSE TIPO DE PREMIAÇÃO?

Prezados Policiais Militares, os senhores concordam com esse tipo de gratificação?


Juntos Somos Fortes!

POLICIAL MILITAR, VOCÊ LEU A PEC 51? O QUE ACONTECERÁ COM A POLÍCIA CIVIL?



Prezados leitores, o tema "desmilitarização das Polícias Militares" virou a panaceia que resolverá os problemas do arcaico sistema policial brasileiro.
Nós temos solicitado que alguém apresente o "produto final", ou seja, como será na prática a nova polícia que surgirá com a implementação da PEC 51.
Ninguém apresentou.
Hoje, começamos com uma pergunta:
- Policial Militar, você leu o texto da PEC 51?
Aos que leram fazemos uma segunda pergunta:
- O que acontecerá com as atuais Polícias Civis?
Ficamos no aguardo das respostas.

Juntos Somos Fortes!

O ESCÂNDALO BELTRAME, ENTENDA O QUE ESTÁ OCORRENDO



Prezados leitores, publicamos os dois links explicativos sobre as as acusações do Ministério Público contra o Secretário de Segurança Pública, o delegado de Polícia Federal Beltrame, da prática de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos.
O nosso objetivo é facilitar o entendimento da população sobre a gravidade dos fatos.



Juntos Somos Fortes!

14 DIAS APÓS ACUSAÇÕES DO MP, BELTRAME CONTINUA SECRETÁRIO



Prezados leitores, quatorze dias após ser denunciado pelo Ministério Público por improbidade administrativa e superfaturamento dos contratos de terceirização de parte da frota da Polícia Militar, o delegado da Polícia Federal continua Secretário de Segurança.
Se fosse Policial Militar ou Policial Civil teria sido afastado no dia da denúncia.

Juntos Somos Fortes!

terça-feira, 27 de maio de 2014

LIVRO "UPP: UMA FARSA ELEITORAL" - LANÇAMENTO




Prezados leitores, comunicamos que o lançamento do livro que contém toda a verdade sobre as UPPs, a começar pelo sofrimento dos Policiais Militares, está previsto para o final de julho de 2014.
Local, data e horário serão divulgados oportunamente nesse espaço democrático.

Juntos Somos Fortes!

RIO: POPULAÇÃO NÃO DECORA AS RUAS E MOSTRA DESCONTENTAMENTO COMA COPA


Prezados leitores, a população do Rio de Janeiro está dando uma aula de cidadania para todo Brasil.
Simplesmente, o povo não estrá decorando as ruas, demonstrando o seu descontentamento com o dinheiro público gasto na construção e na reforma de estádios de futebol, bilhões que fazem falta na saúde, na educação e na segurança públicas.
Desesperada pelo descaso com a Copa, as Organizações Globo apoiam diariamente as poucas ruas onde isso está ocorrendo, tentando alavancar o processo, mas não conseguem. 
Nem a vontade que muitos possuem de ter seus 15 segundos de fama aparecendo na Globo, está surtindo efeito.
Sim, vamos torcer para o Brasil com to nosso coração, mas vamos também protestar contra o desperdício do nosso dinheiro. Uma ação não impede a outra, muito pelo contrário, elas se complementam.
Parabéns, população do Rio de Janeiro que encontrou uma forma ordeira, pacífica e com grande visibilidade para dizer não à cleptocracia que deseja nos dominar por completo.

Juntos Somos Fortes!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

ESCÂNDALO BELTRAME: SEGUNDO VÍDEO EXPLICATIVO SOBRE O ESCÂNDALO DE IMPROBIDADE E SUPERFATURAMENTO

Prezados leitores, publicamos o segundo vídeo explicativo sobre o escândalo que se abateu sobre a secretaria de segurança pública do Rio de Janeiro, em razão do Ministério Público ter denunciado o Secretário de Segurança Beltrame, após cinco anos de investigações, por improbidade administrativa e por superfaturamento dos contratos de terceirização da compra, da gestão e da manutenção de parte da frota operacional da Polícia Militar.
O primeiro vídeo já foi assistido por centenas de cidadãos (Link).





Caso ocorra algum problema com a visualização do vídeo, acesse pelo link (Clique aqui).

Juntos Somos Fortes!

BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES - PRISÃO ILEGAL EM BANGU 1 - PROVIDÊNCIAS

Prezados leitores, todos que vivenciam o cotidiano do nosso espaço democrático sabem que o governo Cabral encarcerou ilegalmente em Bangu 1, os Bombeiros e os Policiais Militares que lutaram por melhores salários e por adequadas condições de trabalho, violando nossos direitos e prerrogativas.
Os Bombeiros Militares vitimados pelo autoritarismo governamental se reuniram e apresentaram uma queixa-crime sobre o fato contra o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros.
Os Policiais Militares não conseguiram agir em conjunto até a presente data, isso fez com que o organizador do blog, Coronel PM Ref Paúl, protocolasse o documento a seguir publicado, solicitando que seja passado em CERTIDÃO informações sobre a referida violação para encaminhamento ao Poder Judiciário e ao Ministério Público.




Tão logo seja recebida a CERTIDÃO os procedimentos serão desenvolvidos.
Os leitores serão informados através do nosso espaço democrático.

Juntos Somos Fortes! 

ESCÂNDALO BELTRAME: NOVO VÍDEO EXPLICATIVO SOBRE O ESCÂNDALO DE IMPROBIDADE E SUPERFATURAMENTO

Prezados leitores, publicaremos ainda nessa segunda-feira o segundo vídeo explicativo sobre as acusações feitas pelo Ministério Público, após cinco anos de investigações, contra o atual Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, delegado de Polícia Federal BELTRAME.
As denúncias são de improbidade e de superfaturamento de contratos relacionados com viaturas da Polícia Militar.
O primeiro vídeo já foi visto por centenas de cidadãos brasileiros.
Aconselhamos a quem não viu para que assista o primeiro vídeo, antes de assistir o segundo.
Eis o primeiro vídeo:


Caso ocorra algum problema com o vídeo, acesse pelo link (clique aqui). 

Juntos Somos Fortes!

DENÚNCIA: A IMPRENSA ESTÁ AMORDAÇADA NO ESCÂNDALO ENVOLVENDO O SECRETÁRIO BELTRAME



Prezados leitores, nós prometemos através do twitter e não cumprimos que ontem publicaríamos novidades sobre o escândalo que envolve o Secretário de Segurança Beltrame, acusado de improbidade administrativa e de superfaturamento dos contratos de terceirização de parte das viaturas operacionais da Polícia Militar.
O que nos fez não cumprir a promessa?
O silêncio da imprensa sobre o escândalo e a não exoneração do Secretário de Segurança.
Isso é muito grave.
As acusações são robustas contra o Secretário de Segurança, não existe justificativa aceitável para o silêncio da imprensa sobre as acusações e para o fato do governador Pezão não ter exonerado de imediato Beltrame.
Mais uma vez, estamos assistindo uma postura política muito estranha, assim como, um comportamento omissivo por parte da imprensa que sinaliza para a "manipulação da formação da opinião pública".
A situação ofende os valores democráticos, destrói a Constituição Federal.
Valores pelos quais o povo brasileiro lutou durante anos para conquistar e que na verdade não conquistou.
Não existe imprensa livre no Brasil!
O que existe são alguns órgãos da imprensa que atuam com liberdade, mas que representam uma parcela muito pequena da mídia brasileira.
É preciso lutar contra isso, não só com relação ao escândalo envolvendo o Secretário Beltrame, mas contra tudo que impeça que a população seja devidamente informada pela imprensa sobre a verdade dos fatos.
Diante desse quadro próprio das ditaduras, temos que repensar estratégias e táticas para lutar da nossa trincheira, pois embora façamos um jornalismo amador, integramos essa diminuta parcela da imprensa ainda livre do Brasil.
Diariamente, cobraremos no blog a exoneração do Secretário Beltrame, cobraremos que ele receba do governo Pezão idêntico tratamento ao que ele tem conferido nesses quase oito anos aos Policiais Militares e Civis. 
Ele não é melhor que nenhum Policial Militar ou Civil.
Ele não está acima das leis.
Só que teremos o cuidado necessário, como fizemos no caso do Brasileirão 2013, para não revelarmos todas as nossas cartas, considerando que teremos uma fase judicial pela frente para esclarecermos tudo.
A luta continua.
O Brasil precisa de uma imprensa livre e não de uma imprensa que faça o jogo do governo, isso não é democrático.

Juntos Somos Fortes!

UPP DA CIDADE DE DEUS ATACADA



Prezados leitores, segue a sina dos Policiais Militares.

"JORNAL EXTRA 
26/05/14 00:05 Atualizado em 26/05/14 10:45 
Bandidos vasculham UPA após ataque à UPP da Cidade de Deus 
Diego Barreto 
Minutos após a Unidade de Policia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus ter sido atacada por criminosos, na noite deste domingo, quatro homens armados vasculharam a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da comunidade em busca de policiais feridos. Um policial militar de uma cabine do 18º BPM (Jacarepaguá) localizada em frente à unidade de saúde comunicou por rádio o fato. “UPA em frente à cabine. Elemento armado entrou, vasculhou a UPA e saiu. Mais três elementos no Peugeot” disse o policial por rádio (Leia mais).

Juntos Somos Fortes!

domingo, 25 de maio de 2014

RIO: ATO EM HOMENAGEM AOS POLICIAIS ASSASSINADOS

Prezados leitores, o ato foi um muito bem organizado e deve ter reconfortado um pouco os corações dos familiares dos policiais assassinados no Rio de Janeiro.
O número dos mobilizados foi pequeno, diante da importância para a população dos policiais, mas temos que compreender que vivemos no Brasil, país onde a educação não recebe o tratamento devido, o que faz com que a cidadania não faça ainda parte da nossa realidade.
Sem educação, sem cidadania, temos que aprender a lição e tentar reverter o quadro.
A imprensa compareceu, em número reduzido, mas registrou os depoimentos dolorosos de mães, esposas, filhos, irmãos e irmãs de policiais.
A reportagem do Jornal Extra é um exemplo (Link).
Os familiares reclamaram muito do descaso do governo.
Infelizmente, os policiais são apenas números para Sérgio Cabral, Pezão, Beltrame e a turma deles.
Nenhum dos três apareceu para abraçar um familiar de policial.
Não vimos também representantes de órgãos ligados à defesa dos direitos humanos.
A senhora Regina Casé apresentadora do "Esquenta" da Rede Globo também não apareceu, nem as suas amigas globais.
O deputado federal Jair Bolsonaro, o deputado estadual Flávio Bolsonaro e o Vereador Márcio Garcia foram os parlamentares que avistamos no evento. Muito obrigado.


Juntos Somos Fortes!

QUANDO ACUSADO É PM A IMPRENSA COBRA, MAS QUANDO BELTRAME É O ACUSADO...

(Fonte O Dia)



Prezados leitores, quando o acusado pela prática de crimes é um Policial Militar a imprensa cobra o afastamento das funções, a prisão e a expulsão. Entretanto, quando o acusado pela prática de crimes é o Secretário de Segurança Pública a imprensa não faz nada disso, simplesmente, esquece.
O esquecimento da imprensa com relação às acusações contra o Secretário Beltrame está lembrando o esquecimento da imprensa com relação ao que aconteceu na última rodada do Brasileirão 2013.
A imprensa do Rio de Janeiro tem memória seletiva: só lembra o que interessa.

Juntos Somos Fortes!

BELTRAME QUER CULPAR A POLÍCIA MILITAR DE NOVO



A revista Isto É publica na coluna do Ricardo Boechat um "boato" de que o Secretário de Segurança Beltrame, ele que é acusado pelo MP de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos, estaria prestes a exonerar o atual Comandante Geral da Polícia Militar, em face de divergências com relação às UPPs.
O que o Secretário Beltrame deve fazer, aliás, faz deveria ter feito, é pedir exoneração do cargo.
É hora dos Coronéis da Polícia Militar ombrearem (ordeira, disciplinada e pacificamente) com o Comandante Geral da instituição bicentenária.

Juntos Somos Fortes!

HOMENAGEM AOS POLICIAIS MILITARES ASSASSINADOS NO RIO DE JANEIRO


sábado, 24 de maio de 2014

CORONEL PAÚL EXPLICA EM VÍDEO ESCÂNDALO ENVOLVEND O SECRETÁRIO BELTRAME

Prezados leitores, esse vídeo é o primeiro de uma série a respeito das acusações feitas pelo Ministério Público contra o Secretário de Segurança Beltrame de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos de compra e manutenção de parte da frota operacional da PMERJ.


Observação: Como estamos tendo problemas com o vídeo (não nos pergunte o motivo), o qual desaparece sem motivo da postagem, resolvemos postar também o link: 

Juntos Somos Fortes!

O CAMINHÃO DE MUDANÇA E A DESMILITARIZAÇÃO DAS POLÍCIAS MILITARES



Prezados leitores, somos teimosos, não desistiremos de procurar alguém que possa apresentar o day after da desmilitarização das Polícias Militares e da unificação das Polícias Civil e ex-Militar.
Fiéis aos nossos princípios, não queremos tentar impor a nossa opinião, algo que seria inteiramente improdutivo pois os efetivos das Polícias Civil e Militar são compostos por homens e mulheres devidamente escolarizados e que não são facilmente manobráveis.
Ratificamos que queremos apenas conhecer o PRODUTO FINAL, explicitado de forma pragmática.
Tendo o PRODUTO FINAL, avaliando exaustivamente, poderemos escolher o que é melhor para a população e para os policiais.
Sem o PRODUTO FINAL estaremos dando tiro sem saber em quem.
Hoje a nossa situação pode ser explicada de várias formas, escolhemos uma para tentar despertar a reflexão.
Você ganhou um aumento, melhorou seu padrão de vida e reuniu a família para decidir o que fazer em face da nova renda familiar.
Reunidos, você, a mulher e os dois filhos decidem mudar de moradia, indo para um bairro com melhor infra-estrutura.
Verificam o dinheiro que irão dispor para aplicar na moradia, após a venda da atual.
Solicitam uma avaliação do imóvel atual.
Conhecido o dinheiro disponível, escolhem o bairro.
Em seguida decidem sobre como deverá ser a nova residência:
- Isolada ou integrada em um condomínio?
- Apartamento ou casa?
- Metragem total?
- Dois ou três quartos?
Após definirem o bairro e as características da moradia, colocam o imóvel a venda.
Concretizada a venda, iniciam a busca pelo novo lar.
Pesquisam, visitam imóveis e, finalmente, encontram um apartamento que se encaixa nos sonhos da família, situado em um grande condomínio.
Antes de efetuar a compra, perguntam se o condomínio permite animais de estimação, pois não querem se afastar do Brutus, o cão da família. Conversam com moradores para obterem maiores informações sobre a vizinhança e o bairro.
Tudo devidamente esclarecido, fecham a compra.
Contratam uma empresa de transporte de mudança.
O caminhão para em frente a antiga moradia.
Os móveis são colocados no caminhão e seguem felizes para o novo endereço, onde em festa arrumam a nova casa.
Quem não vivenciou uma experiência semelhante com um detalhe a mais ou a menos?
Pois é...
Os que querem desmilitarizar as Polícias Militares querem que você se mude de casa.
Sabe como?
Querem que contrate o caminhão de mudança, coloque nele os móveis e a família e que saiam pelo mundo para achar a nova moradia.
Cuidado para não esquecerem o Brutus.
Simples!

Juntos Somos Fortes!

DEPUTADO DENÚNCIA "MANOBRA" PARA PROTEGER BELTRAME E FAZ NOVAS DENÚNCIAS

Prezados leitores, eis o discurso do deputado estadual Paulo Ramos sobre as acusações do Ministério Público de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos de terceirização da compra e da manutenção das viaturas da Polícia Militar contra o Secretário de Segurança Pública, Delegado de Polícia Federal Beltrame. 
Ele denuncia uma manobra para proteger Beltrame e faz NOVA denúncia.







TRANSCRIÇÃO:


O SR. PAULO RAMOS – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, ao longo de todos os últimos anos, em várias oportunidades requeri, em algumas comissões permanentes, a convocação do Secretário de Estado da Segurança Pública, o Sr. José Mariano Beltrame, para que S.Exa. prestasse esclarecimentos, os mais diversos, sobre as questões atinentes a sua pasta, sempre encontrando dificuldades impostas, e impostas democraticamente, pela maioria governamental.
Em vários momentos movidos por alguns constrangimentos, membros da base do Governo, mesmo reconhecendo a conveniência da convocação do Secretário, no momento de apreciação do Requerimento argumentavam: “Em vez de convocação, vamos fazer um convite”. Aí, o Requerimento era derrotado, e, passado o tempo, o convite não era feito.
Não sei há quantos anos o Dr. José Mariano Beltrame é Secretário de Segurança. Não sei. Mas ele vem desde o primeiro Governo do Sr. Sérgio Cabral. Está, portanto, caminhando para completar oito anos à frente da Secretaria e se veio a esta Casa para prestar qualquer esclarecimento uma ou duas vezes, é muito. Aliás, vem para ser homenageado, para ser paparicado, para qualquer propósito, nunca para ser sabatinado. Aliás, numa das vezes em que veio, houve uma situação curiosa. Talvez tenha sido o dia em que o maior número de parlamentares compareceu a uma Comissão Permanente. Era uma espécie de tropa de choque para proteger o Secretário.
Quando tratei de questões ligadas ao ingresso nos camarotes de escolas de samba, com patrocínio de banqueiros de jogos do bicho, a base do Governo reagiu, porque o Secretário, à época, proibira que policiais militares e civis despusessem até de crachá. Que até trabalhassem na hora de folga no desfile das escolas de samba. Proibia, mas comparecia. Aliás, no penúltimo ano de desfile, a situação foi clamorosa, porque o Secretário chegou a tirar fotografias com camisas específicas de patrocinadores, fazendo propaganda, e ainda acompanhado de sua senhora.
Agora, com a presença das Forças Armadas, mais uma vez, no Estado do Rio de Janeiro, para a ocupação do Complexo da Maré e com a divulgação da intensificação do policiamento ostensivo com o sacrifício da folga dos policiais militares, entrei, na Comissão de Segurança Pública, com mais um Requerimento de convocação do Secretário de Estado, José Mariano Beltrame. O Requerimento foi aprovado por quatro votos a dois. A maioria governista cochilou. Não compareceu à reunião da Comissão de Segurança Pública, presidida pelo Deputado Iranildo Campos, e o Deputado Iranildo Campos foi derrotado.
Votou contra. Se não me engano, o Presidente também estava – da base do Governo, o Deputado Luiz Martins – que votou contra. A aprovação gerou um vespeiro. Aí, o líder do Governo, Deputado André Corrêa, tentando uma manobra regimental – que também integra a Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, mas não compareceu -, recorreu da decisão à Comissão de Constituição e Justiça. Teve o seu Requerimento indeferido pela maioria da CCJ, presidida pelo Deputado Domingos Brazão.
Quero registrar que a maioria governamental, também não se fez presente, mais uma vez, na reunião da CCJ. Os Parlamentares presentes, membros da Comissão, mesmo suplentes, na ausência dos titulares, votaram e em duas Comissões o Governo foi derrotado, porque a maioria governamental cochilou.
Sr. Presidente, marcada a data e o horário pelo Presidente da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, Deputado Iranildo Campos, para o comparecimento do Secretário, deparo com a publicação no Diário Oficial de hoje, de um Requerimento, de autoria do Deputado Luiz Martins, dirigido ao Presidente desta Casa, requerendo a anulação da decisão da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, do dia 14.
Nesse ínterim houve também a decisão da Comissão de Justiça, enquadrando o Requerimento em alguns dispositivos regimentais, principalmente alegando que a Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia deveria ter sido convocada por meio de publicação no Diário Oficial, com 48 horas de antecedência.
Diz o Regimento Interno, em relação à convocação das Comissões para a reunião ordinária: “Toda reunião será convocada através da publicação de edital no Diário Oficial do Poder Legislativo, ou por ofício para todos os integrantes da Comissão, em que constará, obrigatoriamente, o espelho da Ordem do Dia, a ser submetido à deliberação da Comissão.”
O Deputado Iranildo Campos encaminhou os ofícios. Todos receberam.
O enquadramento feito pelo Deputado Luiz Martins não tem nada a ver com o prazo. O prazo que existe é o de 12 horas, mas para a reunião extraordinária, nem 48 horas. Publica no Diário Oficial porque sai de manhã, então, 12 horas.
Temos outra questão que precisa ser considerada. Diz aqui, sobre os Presidentes de Comissão: “Dos atos e deliberações do Presidente sobre questões de ordem caberá recurso de qualquer membro para o Presidente da Assembleia”.
O Deputado Luiz Martins não fez nenhuma questão de ordem na reunião da Comissão de Segurança. Nenhuma. Portanto, não poderia recorrer da decisão do Presidente em relação a uma questão de ordem que não houve, ao Presidente da Assembleia. Ele não estava presente. Retifico até a informação anterior: era o Deputado Zaqueu Teixeira. Votamos favoravelmente ao requerimento de convocação: Deputado Paulo Ramos, que ocupa a tribuna; Deputado Xandrinho; Deputado Luiz Paulo e Deputado Comte Bittencourt. Votos contrários: Deputado Iranildo Campos e Deputado Zaqueu Teixeira. O Deputado Luiz Martins não estava presente e, portanto, não poderia, estando ausente, fazer qualquer questão de ordem e, portanto, não poderia recorrer ao Presidente da Casa.
Sr. Presidente, o que é lamentável, e eu não sei de onde vem o poder do Secretário de Segurança, o Deputado Luiz Martins encaminha um requerimento ao Presidente da Casa, fundamentando-o em dispositivos regimentais completamente impróprios para o caso, encaminha e assina com data do dia 20. O requerimento do Deputado Luiz Martins é do dia 20 último. O Presidente despacha no dia 21, e o despacho é o seguinte:
(LENDO) “…A imprimir: publique-se, conheço do recurso, dou-lhe provimento e anulo a deliberação de 14 de maio de 2014, sobre a convocação de Secretário de Estado”. (CONCLUI A LEITURA)
Dia 21, e publica e sai na 5ª feira, dia 22. Além da celeridade surpreendente para o caso, o próprio Presidente da Casa corrobora o desrespeito aos parlamentares da Comissão de Segurança Pública que aprovaram o requerimento, e ainda vira as costas para os parlamentares da Comissão de Constituição e Justiça que recusaram o recurso do líder do Governo, Deputado André Corrêa.
Sr. Presidente, nas vezes anteriores, não havia nada que motivasse suspeição sobre o comportamento do Secretário nos seus aspectos éticos. Não havia. Mesmo assim, houve resistência da maioria governamental para o comparecimento. Mas agora, mesmo o objeto do requerimento tendo sido delimitado, há um fato novo que coloca em dúvida o comportamento do Dr. José Mariano Beltrame à frente da Secretaria de Estado da Segurança Pública. A partir de uma representação do Coronel da Polícia Militar Paúl, o Ministério Público fez abrir um inquérito civil e, concluído o inquérito, o representante do Ministério Público ajuizou uma ação por improbidade administrativa contra o Secretário de Estado José Mariano Beltrame e a Subsecretária, que tinha a responsabilidade de cuidar de contratos, licitações, o superfaturamento na contratação de viaturas para a Polícia Militar e a manutenção dessas viaturas. A ação de improbidade administrativa, que tive a oportunidade de ler, é muito fundamentada, mas muito.
Eu disse aqui, em outra oportunidade, que eu não acreditava que o Secretário tivesse tido benefícios financeiros em função do superfaturamento, mas ele agiu de modo a corroborar e possibilitar o superfaturamento. Tinha pareceres contrários aos termos aditivos do chefe imediato na Secretaria de Segurança, cujo parecer deveria ter sido considerado, contraindicando. E, mesmo assim, o Dr. José Mariano Beltrame determinou e assinou os contratos.
Então, além da questão das Forças Armadas, do Complexo da Maré, além das escalas de serviços, de serviços extraordinários, o uso e o abuso da tropa da Polícia Militar, ainda, eventualmente, algum parlamentar poderia fazer indagações sobre a ação civil pública do Ministério Público. Ninguém estaria impedido, nem acredito que alguém o fizesse, mas é claro que seria possível.
Aí, Sr. Presidente, eu, que fui o autor do Requerimento, não só me vejo violentado, mas vejo também violentados os membros da Comissão de Segurança Pública que votaram favoravelmente ao Requerimento e os membros da Comissão que votaram contra, a começar pelo Presidente da Comissão, e também a Comissão de Constituição e Justiça, que havia negado o recurso do líder do Governo. Então, não sei por que tanta proteção ao Secretário de Segurança. Por que ele não pode comparecer à Assembleia Legislativa para prestar esclarecimentos aos Parlamentares? Nós temos aqui várias Comissões. Vários Secretários têm vindo à Assembleia Legislativa. Não obstante as objeções, as críticas, na Comissão de Educação, que o Deputado Comte Bittencourt preside, o Secretário de Estado de Educação tem vindo várias vezes. Ouve as críticas, as perguntas, e as responde, sem que isto macule de qualquer forma a dignidade do Secretário, a sua honra. Estamos discordando, discordamos das políticas públicas do Governo na área da Educação. São vários os temas.
Aí, em relação ao Dr. José Mariano Beltrame, surge uma violência, um ato que não dignifica o Parlamento, algo que me parece deva ser rechaçado. Não é possível, não é possível que o Poder Legislativo se submeta a esse tipo de constrangimento, que os Parlamentares das Comissões não se mobilizem para que o Regimento Interno e a Constituição sejam cumpridos e que o Secretário de Estado da Segurança Pública saia dessa redoma e venha a esta Casa convocado ou voluntariamente, mas que ele venha aqui. Por quê? Porque, antes da hora que eles imaginaram a política de segurança pública já está sendo muito contestada. Se ele tivesse vindo das outras vezes e ouvido as críticas, talvez tivesse reorientado naquilo que entendesse ser a crítica pertinente, mas, como não veio… Agora o tanque está transbordando, já não tem mais como segurar.
E aí, a preocupação em proteger o Secretário de Segurança Pública culmina com novas denúncias. E eu tenho que dizer: lá no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, já que o contrato, motivo da ação civil pública, reúne a contratação de empresas para a manutenção e compra de viaturas para a Polícia Militar… Lá tem centenas de carros, centenas, esperando o quê? Estacionados sem uso, não sei há quanto tempo, não sei por que, mas estão lá.
Esses carros foram comprados? Estão sendo pagos? A manutenção daqueles carros, nem sei se eles estão rodando, está sendo honrada? A empresa está recebendo? Afinal de contas, como é possível, a população querendo segurança, querendo policiamento ostensivo, querendo tudo na segurança, todo mundo reclamando – lá em Campos, suprimiu o policiamento, em Niterói, no interior então, enxugaram o efetivo para colocar nas UPPS, os policiais militares sofrendo, não podem voltar para suas residências – e os carros lá. Centenas!
Sugiro até que as emissoras de televisão, que usam os seus helicópteros para acompanhar o trânsito que, pelo menos, vão lá ver a Transoeste. Vão ver lá embaixo aquele mar de automóveis, viaturas que deveriam estar fazendo policiamento ostensivo.
De qualquer maneira, Sr. Presidente, já que o Secretário de Segurança não vem, todo dia vou fazer, aqui no plenário, as perguntas que gostaria de dirigir a ele, se presente aqui ele estivesse, se ele se dignasse, se a maioria Governamental compreendesse e não estivéssemos aqui submetidos a decisões que não correspondem às atribuições de quem desacredita algumas Comissões e impede a presença do Secretário José Mariano Beltrame aqui no Poder Legislativo.

LINK DO VÍDEO:

Juntos Somos Fortes!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

A POLÍCIA FEDERAL E A DESMILITARIZAÇÃO DAS POLÍCIAS MILITARES



Prezado leitor, você é CONTRA a desmilitarização das Polícias Militares?
Prezado leitor, você é FAVORÁVEL a desmilitarização das Polícias Militares?
Seja qual for a sua resposta, faça uma viagem no tempo.
Imagine-se sentado confortavelmente no sofá de sua sala assistindo ao noticiário televisivo quando o repórter anuncia formalmente:
- Amanhã será concretizada a desmilitarização das Polícias Militares de todo o Brasil.
Dependendo da sua resposta as perguntas iniciais você ficará alegre ou triste.
Hoje, uns acham que todos os Praças festejarão e todos os Oficiais chorarão lágrimas de esguicho.
Outros acham que quase todos festejaram, menos os Coronéis.
Entretanto, hoje, o certo é que ninguém sabe o que ocorrerá no dia seguinte à decisão do Congresso Nacional sobre a desmilitarização.
O Coronel Paúl é contra a desmilitarização?
Ele, logo ele, que sofreu tantas represálias baseadas no militarismo.
O Coronel Paúl é favorável à desmilitarização?
Não, ele é Coronel e os Coronéis não querem isso.
Se fosse uma loteria, o Coronel Paúl apostaria que a desmilitarização não passa de jeito nenhum, mas isso não é um jogo ou uma briga entre Oficiais e Praças, essa é uma questão seríssima, pois mudar o nosso sistema policial é uma urgência, pois ele é ineficaz ao extremo.
No Rio de Janeiro, por exemplo, em cada 100 (cem) homicídios, a Polícia Civil não soluciona nem 10%.
Prezados leitores, o organizador desse espaço democrático quer analisar o PRODUTO FINAL previamente e aconselha que todos os Praças e os Oficiais façam isso antes de decidirem.
Aliás, os Policiais Civis e os Bombeiros Militares também devem analisar a situação com todo cuidado.
O interesse público e os nossos interesses devem nortear a decisão.
Como será a nossa inatividade, por exemplo?
Como os atuais efetivos serão distribuídos na nova polícia desmilitarizada?
Quais serão os níveis hierárquicos?
No topo não haverá perda, sim, os Coronéis nada perderão, pois Coronéis e Delegados serão equiparados, não existe maneira de fazer diferente.
Como os atuais Sargentos e Soldados serão reunidos aos Policiais Civis? Em quais níveis hierárquicos?
Perguntem a um Inspetor da Polícia Civil se quer se reunir com os Soldados da Polícia Militar?
Temos centenas de perguntas a serem respondidas.
Agora se os problemas são os arcaicos regulamentos que não garantem os direitos constitucionais dos Policiais Militares, sobretudo dos Praças, e as arbitrariedades dos Oficiais, nós podemos resolver isso sem deixarmos de ser militares. Essa seria uma luta muito mais fácil de lutar e de ganhar. Os Praças da PMMG, por exemplo, conseguiram grandes conquistas e continuaram sendo militares.
Por derradeiro, vamos deixar um questionamento:
- Você ouviu alguma vez que esse apoio de fora para dentro pela desmilitarização das Polícias Militares tem relação com os Policiais Federais?
Quem ouviu algo, por favor, comente.

Juntos Somos Fortes!

LANÇAMENTO DO LIVRO "UPP, UMA FARSA ELEITORAL" - ESCLARECIMENTOS




Prezados leitores, o nosso livro "UPP, UMA FARSA ELEITORAL" segue no início da próxima semana para a editora.
A previsão para o lançamento é na segunda quinzena de julho.
Oportunamente, informaremos a data, o horário e o local.
O livro "HERÓIS EM BANGU 1" está sendo avaliado em outra editora.
Foto: capa do nosso primeiro livro.

Juntos Somos Fortes!


NOVIDADES! O SECRETÁRIO BELTRAME E O ESCÂNDALO DOS CONTRATOS SUPERFATURADOS



Rio de Janeiro vivemos o pior dos mundos em termos de LIBERDADE DE IMPRENSA.
O povo lutou tanto pela redemocratização do país e para ter uma imprensa livre e não merece ter órgãos de imprensa que ao invés de informar, simplesmente omitem informações ou as manipulam segundo seus interesses comerciais. 
Dizem que isso se deve a supremacia dos interesses comerciais sobre os valores éticos e morais.
A resposta pode ser essa, o certo é que no Rio de Janeiro o governo estadual (Cabral-Pezão) e o governo da Capital (Eduardo Paes), ambos do PMDB, estão entre os principais anunciantes de boa parte da imprensa. 
Isso é fato!
Atualmente, temos um escândalo de proporções colossais, tendo em vista que o acusado é nada mais, nada menos, que o Secretário de Segurança Pública, o delegado da Polícia Federal Beltrame, ele que deveria ser o guardião da honestidade. As acusações são gravíssimas, produto de uma denúncia feita pelo organizador desse blog (Coronel PM Paúl, ex-Corregedor da PMERJ) e de 5 (cinco) anos de investigações feitas pelo Ministério Público. Ele é acusado de improbidade administrativa e de superfaturamento de contratos de compra e de manutenção de viaturas da Polícia Militar. O MP cobra devolução de mais de R$ 130 milhões aos cofres públicos.
Apesar da grandiosidade do escândalo, apenas o Jornal do Brasil e a jornalista Berenice Seara (Jornal Extra) têm dado um certo destaque.
Por mais incrível que possa parecer a Rede Globo deu mais visibilidade a um vídeo no qual aparece um jovem Recruta da PM dançando do que ao escândalo envolvendo o Secretário Beltrame.
Isso é ridículo.
A blindagem é tão grande que o governo impediu que Beltrame fosse inquirido por deputados estaduais na ALERJ.
Isso é ditadura!
A soma da proteção do governo com o fato da imprensa estar amordaçada resulta na completa falta de informação para a população brasileira.
Nós, a imprensa livre da internet, temos que tentar cobrir essa deficiência, apesar do nosso limitado alcance.
Hoje, nós exercemos a liberdade de imprensa.
Após essa longa introdução, cabe a nós manter o assunto em evidência e trazer novidades sobre o tema.
Cumprindo nosso compromisso, primeiro não apresentaremos uma novidade de fato, pois o fato se tornou público em 2010, mas estranhamente a imprensa não o trouxe para somar ao escândalo atual, embora trate de milhões de dinheiro público jogado no lixo. Portanto, não deixa de ser uma fato novo no noticiário sobre o tema.
Vocês lembram?

"JORNAL EXTRA 
16/01/10 16:00 Atualizado em 11/12/10 20:17 
Carros da PM possuem kits gás, mas ainda são abastecidos com gasolina
(...) 
Na compra do primeiro lote de viaturas com o kit, a Secretaria de Segurança anunciou que os 632 carros, que estavam sendo entregues e seriam abastecidos com gás natural veicular (GNV), gerariam uma economia de R$ 1 milhão por mês. Utilizando a média de redução de gastos que seria feita por cada veículo, chega-se a uma conta assustadora: R$ 33 milhões deixaram de ser economizados nestes 22 meses que as 998 viaturas com kit seguiram recebendo gasolina ou álcool. Segundo a Bi Gás, empresa que fez a instalação dos equipamentos para a Júlio Simões, cada conjunto custa R$ 1,7 mil, incluindo os custos de montagem. Multiplicando pelo número de kits inativos, estima-se que R$ 1,6 milhão dos cofres públicos estejam inutilizados nos porta-malas da PM. Somados esses dois casos, o desperdício alcança R$ 34,6 milhões (Leia a íntegra)".



Reza o dito popular que o brasileiro tem memória curta.
Parece que entre nós, os jornalistas são os que tem a pior memória, pois nenhum deles juntou os dois escândalos milionários envolvendo Beltrame.
Turma esquecida...
Por derradeiro, vamos a primeira novidade (publicaremos outras oportunamente).
Vocês sabiam?
Na denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o Secretário Beltrame e contra sua assessora consta que foram feitos ADITIVOS milionários aos contratos mesmo diante das manifestações contrárias da Procuradoria do Estado do Rio de Janeiro.
Eles agiram contra a orientação de um Procurador e contra o interesse público,
Prezados leitores, o escândalo deveria ser manchete de capa e reportagem principal das revistas e dos jornais.  
O escândalo deveria estar sendo noticiado nas redes de televisão e rádio.
Ao invés de informarem, os órgãos de imprensa se calam.
Foi-se a mordaça imposta pelas fardas, mas veio a mordaça imposta pelos interesses comerciais.
Um dia o Brasil terá uma imprensa livre.
A imprensa que temos atualmente está muito longe disso.
Lembram do caso do jogador Heverton?
A manutenção de Beltrame como Secretário de Segurança ofende à população, aos Policiais Militares e aos Policiais Civis.

Juntos Somos Fortes!