Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

domingo, 27 de novembro de 2016

PRISÃO DE CABRAL - OS INDÍCIOS DE CRIMES DE CABRAL NÃO PARAM DE SURGIR



Prezados leitores, a situação de Sérgio Cabral se agrava a cada hora.
Não param de surgir fortes indícios de práticas ilegais por parte do ex-governador.
Tudo leva a crer que Cabral será condenado por vários crimes e passará um bom tempo na cadeia.

"Revista Veja
Brasil, Política
Coaf aponta R$ 101 mi em ‘operações suspeitas’ ligadas a Cabral
Grupo empresarial pagou quase R$ 11 mi a empresa fantasma de operador do ex-governador. Imobiliária liga assessor de Cabral a concessionárias investigadas
Por Leslie Leitão e Luisa Bustamante
26 nov 2016, 15h24 - Atualizado em 26 nov 2016, 16h29
O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) detectou uma série de transações atípicas em pelo menos oito concessionárias de veículos que, segundo as investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF) seriam ligadas a Sérgio Cabral, preso na semana passada durante a Operação Calicute. Em um Relatório de Inteligência Financeira (RIF), o órgão enumera uma série de operações classificadas como suspeitas que totalizam mais de 101 milhões de reais. Dessa montanha de dinheiro, 10,9 milhões de reais, ou seja, 10%, foram depositados – entre os anos de 2007 e 2014 – na conta da empresa LRG Agropecuária (antiga Gralc Consultoria), registrada em nome de Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, conhecido como Piuzinho, que segundo os procuradores é o contador do ex-governador.
O valor representa a maior fatia do faturamento de 13,9 milhões da LRG/Gralc ao longo dos anos. De acordo com o MPF, as oito concessionárias de veículos que têm relações estreitas com o PMDB pertencem à mesma família: Eurobarra Rio Ltda.; Dirija Niterói Distribuidora de Veículos Ltda.; Barrafor Veículos Ltda.; Disbarra Distribuidora Barra de Veículos Ltda; Americas Barra Rio Ltda.; Klahn Motors Distribuidora de Veículos Ltda.; Space Distribuidora de Veículos S/A. e Carcom Promotora de Negócios Ltda. “Através da presente investigação não foi, portanto, evidenciada qualquer prestação de serviço efetiva por parte da empresa Gralc Consultoria às empresas”, descrevem os procuradores no pedido de prisão do grupo (Fonte)".

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.